sexta-feira, 20 de julho de 2012

Programa Na Moral, da TV Globo, apresentou casamento gay entre lésbicas que se declaram evangélicas. Assista na íntegra

Programa Na Moral, da TV Globo, apresentou casamento gay entre lésbicas que se declaram evangélicas. Assista na íntegra
A edição de ontem do programa Na Moral, da TV Globo, apresentou uma cerimônia de união civil entre duas mulheres evangélicas que viviam há 17 anos juntas.O tema do programa foi a união entre pessoas do mesmo sexo, e durante as conversas sobre o assunto, as noivas eram preparadas para a cerimônia por um casal de cabeleireiros gays que ficou reconhecido no movimento homossexual como o primeiro a conseguir o direito a adoção de uma criança, chamada Theodora.
Visite: Gospel +, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica Gospel Embora tenha sido anunciado pelas mídias que os pastores gays Fabio Inacio e Marcos Gladstone, da Igreja Cristã Contemporânea do Rio de Janeiro participariam da cerimônia, o programa não os apresentou. Inacio e Gladstone são líderes de Aline e Simone na igreja inclusiva, de acordo com informações repassadas pelo pastor gay Fabio Inacio ao Gospel+.
A atração contou com a presença da atriz Glória Pires e do ativista gay e estilista Carlos Tufvesson, que ficou conhecido ao ter seu pedido de casamento com seu parceiro negado pelo juiz. Pedro Bial apresentou um vídeo do juiz explicando o motivo de não ter concedido o direito ao casamento civil à dupla, e afirmou que embora alguns juízes entendam que é permitido, em seu entender a lei não autoriza casamentos dessa natureza.
Durante o programa, o apresentador Pedro Bial apresentou diversos pontos de vista sobre o assunto, sempre com conotação favorável à causa do movimento gay, e criando ligações com a história de Aline e Simone, a dupla lésbica que se casou no programa.
Em determinado ponto do programa, o apresentador afirmou que “o ativismo gay é uma minoria que faz muito barulho, mas existe uma maioria silenciosa que é maioria”, referindo-se ao fato de que muitas pessoas não concordam com as exigências do movimento homossexual.
Os filhos de Simone falaram sobre a relação de sua mãe com sua parceira Aline, e exaltaram a convivência da família e o desprezo pela crítica de pessoas que não concordam com o estilo de vida adotado pelas duas. O filho de Simone, que a conduziu ao altar, disse considerar Aline como um “verdadeiro pai”.
A menina Theodora foi a dama de honra da cerimônia realizada pela desembargadora Maria Berenice Dias, que fez referência à determinação de Aline e Simone em se casarem: “Eu queria agradecer a vocês por essa coragem. Coragem de sonharem pelo amor, pela felicidade. Hoje vocês estão dando um passo muito importante para nós construirmos um Brasil mais cidadão, mais igual, mais livre”, discursou.
As duas noivas assinaram os papéis e fizeram seus votos de fidelidade e Simone ressaltou a seriedade com que encarava a circunstância: “Até que a morte nos separe”.
Embora o programa tenha apresentado a cerimônia de casamento entre duas lésbicas, o beijo gay não foi mostrado. No dia da gravação, o pastor gay Fábio Inacio especulou que a edição do programa poderia suprimir o ato: “A gravação foi emocionante, com direito a beijo e tudo no final… Vamos torcer que não seja cortado na edição”, havia dito. Em vez de mostrar o tradicional beijo de casais, o programa mostrou apenas um “selinho” entre as noivas.

Vídeo: Na Moral sobre casamento gay. Programa na íntegra

Fonte: Gospel+

Nenhum comentário:

Postar um comentário