terça-feira, 3 de julho de 2012

Explosão evangélica! Somos 42 milhões! E daí?

Explosão evangélica! Somos 42 milhões! E daí?
Pois é. A última pesquisa apontou um crescimento demográfico considerável entre os evangélicos. Saltamos de 15% da população brasileira para 22% o que daria um total de aproximadamente 42 milhões de crentes. A pesquisa para quem quiser conferir está aqui.
Nosso crescimento é gritante! Basta andar nas ruas no domingo a noite e veremos centenas de crentes empunhando suas bíblias e rumando para os cultos dominicais. Porém, por trás dessa explosão demográfica evangélica, devemos pensar no que tem gerado esse crescimento em nosso meio. Será a “fama” de que crente prospera ou o afã de responder o chamado divino para a “Missio dei”? Será que estamos atentando muito para a quantidade e deixado a qualidade de lado?
Um bom termômetro para isso é olhar a situação de desigualdade social e injustiça no país. Quando Calvino pregou o evangelho em Genebra, a cidade deixou de ser um pulgueiro onde pessoas jogavam fezes pelas janelas de casa e passou a ser uma referência de civilidade, justiça social e respeito ao direito do outro. Sem contar que o trabalho foi dignificado e reconhecido como ferramente de Deus para nos prosperar.
Hoje, somos 42 milhões e os lixões continuam cheios de crianças sendo exploradas, gente brigando com cães e urubus o pão de cada dia, as favelas continuam a se multiplicar, o tráfico de drogas continua a recrutar nossos meninos e o nosso índice com relação a distribuição de renda e desenvolvimento humano só não é pior que o de Serra Leoa e algumas republiquetas africanas. Se o Evangelho vigente no Brasil seguisse a doutrina dos apóstolos, o país seria outro. Não teríamos pastores milionários e crianças famintas. precisamos pensar se não estamos transformando lobos em bodes ao invés de ovelhas.
E no mais, tudo na mais santa paz!

Por Márcio Souza



Um comentário:

  1. Paz pastor Rébuli.

    Brilhante sua mensagem.

    Algumas igrejas do século XXI se perdeu do Caminho, quanto o que é verdadeiramente ser IGREJA.

    Pastorear está quase em extinção, alguns pastores só querem a lã e a gordura das ovelhas, isso porque pastorear dá trabalho; requer tempo, atenção e amor.

    Acabei de visitar o blog de um irmão, cujo o post publicado é:
    IGREJA DO SÉCULO XXI:
    Lugar de entretenimento, Empresa ou Corpo de Cristo?
    Vale a pena acessar e conferir:
    http://discipulodecristo7.blogspot.com/

    Em Cristo,

    ***Lucy***

    ResponderExcluir