terça-feira, 14 de agosto de 2012

OS SILICONADOS DA FÉ


Por André Couto
Faz alguns dias que penso em escrever este texto, e a cada pensamento sobre o tema, um impulso me leva ao teclado do computador. “É melhor eu escrever logo, antes que me bata o sono e os meus dedos relaxem”. Os cristãos autênticos sabem que a pregação da Palavra de Deus é o ápice do culto. Oramos, louvamos, ofertamos e elevamos ao máximo os nossos ouvidos para sermos alimentados espiritualmente pelo mantimento sólido, que é a Palavra do Deus vivo.
“Mas o mantimento sólido é para os perfeitos, os quais, em razão do costume, têm os sentidos exercitados para discernir tanto o bem como o mal”, (Hebreus 5.14).
Do que você tem se alimentado? O autor de Hebreus faz referência aos “perfeitos”. Este termo nos remete para a maturidade em Cristo. Ou seja, os maduros se alimentam da verdadeira e genuína Palavra de Deus, e discernem o bem e o mal. Infelizmente, há muitos que fazem uso das Sagradas Escrituras, e quando pregam dão uma “forcinha” para Jesus: são os siliconados da fé. Parecem estar revestidos de um poder especial, de uma auréola, se apresentam como os detentores do poder de Deus, são vasos que não se esvaziam, e os seus seguidores são mui numerosos.
Os siliconados da fé sempre apresentam algo “novo”, acrescentam, diminuem, pregam com frequência no Antigo Testamento (nada contra o AT), mas em suas siliconadas mensagens nos revelam gigantes, guerras, batalhas, muralhas, indulgências, vitórias. Onde estará o grande gozo, ou a alegria que Tiago nos ensinou ao enfrentarmos as provações? Onde estará a sabedoria que nos é dada por Ele? O Cristo dos evangelhos é café pequeno para os siliconados da fé. Uma vida regada pelo amor Deus que nos ensina a amar o nosso próximo é secundária, ou banal. Mortificar a nossa carne é fantasioso. Os siliconados engessam a esperança que deveríamos ter em Jesus e nas suas riquezas eternas. “Derrote seus inimigos, vença os gigantes”, diria um siliconado a você. “Mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas”, disse Jesus a você, e a mim também.
“Viver a soberania de Deus é ser um crente bobo, sonso, ponha Deus contra a parede, peça-lhe, seja insistente, e você vai conseguir o que quiser”, diria um siliconado. Temo que daqui a alguns anos, talvez décadas, séculos, se achem raríssimas mulheres que não sejam siliconadas. As que persistirem com a naturalidade do seu corpo serão perseguidas pela ditadura da moda. Assim também enxergo o nosso futuro. Raríssimos homens e mulheres de Deus, que pregarão o evangelho genuíno e autêntico de Cristo, e que sofrerão perseguição. A tendência é o aumento desenfreado dos siliconados da fé, e consequentemente a diminuição daqueles que de fato seguem a Cristo. É uma pena. Creio que estes poucos “naturais da fé” farão a diferença, como ainda fazem nos tempos de hoje. Vivamos Jesus, Ele é a nossa esperança, a nossa salvação!
***
Fonte: Manhã com a Bíblia,  blog do pastor Geremias Couto

(*) Nota: A mulher da imagem é Carrie Prejean, miss Califórnia, que após se opor ao casamento gay, fez a afirmação de que a bíblia nada fala contra o silicone. Na minha opinião, ela foi feliz em ambas colocações. Colocar ou não uma prótese de silicone é opção pessoal, e a bíblia (obviamente) não fala no assunto.
O grande problema é que os jornalistas colocaram palavras na boca da miss, criando manchetes sensacionalistas com títulos como: “Miss Califórnia diz que Deus aprova Silicone”, expondo-a ao ridículo.
Carrie Prejean se envolveu em outra polêmica: Assim como milhares de namoradas desmioladas, Carrie caiu na onda do namorado e deixou o cara filmar seus seios. Como sempre acontece nesses casos, as imagens foram parar na internet e ela passou por maus bocados por conta disso…

Nenhum comentário:

Postar um comentário