sexta-feira, 24 de agosto de 2012

Cabo Bruno se converte na cadeia, vira pastor e recebe liberdade por bom comportamento


Cabo Bruno se converte na cadeia, vira pastor e recebe liberdade por bom comportamentoCabo Bruno se converte na cadeia, vira pastor e recebe liberdade por bom comportamento
Nesta quarta-feira (22) a Justiça de Taubaté concedeu a liberdade a Florisvaldo de Oliveira, 53 anos, o cabo Bruno, condenado na década de 80 por liderar um grupo de extermínio na zona sul de São Paulo.
Preso desde 1983 o ex-policial se converteu na prisão, virou pastor e se casou com uma das voluntárias de evangelização da penitenciária. Condenado há 117 anos, quatro meses e três dias de prisão, Florisvaldo cumpriu 27 anos e se beneficiará com o indulto pleno, não precisando cumprir o restante da pena.
A decisão foi tomada pelo bom comportamento que o preso apresentou nos últimos anos, até o Ministério Público se posicionou favoravelmente a soltura do homem conhecido como cabo Bruno. O promotor Paulo José de Palma justifica sua posição no decreto assinado no ano passado pela Presidência da República que permite a libertação de quem já tenha cumprido mais de 20 anos de prisão e tenha apresentado bom comportamento.
Florisvaldo já foi solto da penitenciária Dr. José Augusto Salgado, localizada em Tremembé, em São Paulo, e para os jornalistas disse que vai dar continuidade aos trabalhos que tem na igreja.
Com informações Folha de SP

Nenhum comentário:

Postar um comentário