quarta-feira, 18 de abril de 2012

Evangelho mais caro do mundo é vendido por 20 milhões de reais

 


O “Evangelho de São Cuthbert” é o livro europeu mais antigo que se conhece. Trata-se de uma cópia manuscrita, em latim, do Evangelho de João, escrita no final do século VII. Ele foi enterrado em Lindisfarne, perto do ano 698, juntamente com o corpo de São Cuthbert, um dos santos mais populares da Inglaterra no período anglo-saxônico.

A história registra que em 875, quando os vikings invadiram Lindisfarne, o caixão e o seu conteúdo foram levados por um grupo de monges que fugiam da região. Depois de sete anos de peregrinação, os monges enterraram o santo no lugar que mais tarde seria a catedral de Durham.

Essa cópia do livro foi descoberta em 1104, quando o caixão de São Cuthbert foi reaberto e colocado na capela atrás do altar da catedral. Quando os mosteiros foram extintos pelo rei Henrique VIII que rompeu com o papa no século XVI, o evangelho passou pelas mãos de uma série de colecionadores privados.

Em 1979, foi emprestado à British Library pela Província Britânica da Companhia de Jesus (jesuítas). Até que em 2011, a obra foi colocada à venda. A British Library tinha a preferência de compra e pagou mais de 20,5 milhões de reais.

O livro mede 10cm por 14cm. Em nota, a British comunicou que a “belíssima capa original, em couro vermelho trabalhado, está em excelente estado de conservação”, e salientou tratar-se do “único manuscrito de elevado estatuto datado desse período fundamental da história britânica a ter resistido ao tempo em sua aparência original, tanto exterior como interior”.
Depois de arrecadar os fundos necessários entre investidores, como forma de retribuição à comunidade, a biblioteca disponibiliza uma versão digitalizada do manuscrito no seu site, acompanhada de várias informações úteis sobre o livro. Confira em britishlibrary.typepad.co.uk.

Traduzido e adaptado de Seattlepi POR gospelprime

Nenhum comentário:

Postar um comentário