segunda-feira, 10 de fevereiro de 2014

Novo secretário do Meio Ambiente veta construção de “macumbódromo” no Rio de Janeiro

Novo secretário do Meio Ambiente veta construção de “macumbódromo” no Rio de Janeiro
No início desse ano o então secretário do Meio Ambiente do Rio de Janeiro, Carlos Minc, anunciou a construção de espaços voltados exclusivamente aos cultos das religiões de matriz africana. Os locais, que receberam o apelido de macumbódromos, teriam como objetivo serem espaços para que praticantes de religiões como o candomblé fizessem suas oferendas.
Porém, o novo secretário de Ambiente de Sérgio Cabral, Indio da Costa (PSD), vai cancelar o projeto feito por seu antecessor, que destinava um orçamento de3 R$ 1 milhão para a construção de um local para a realização de rituais em áreas urbanas, em um espaço de 4 500 metros quadrados já estava escolhido para a obra.
Minc, responsável pelo projeto que motivou uma grande polêmica por, supostamente, ferir a laicidade do Estado, é filiado ao PT, partido que constantemente entra em rota de colisão com evangélicos, inclusive em assuntos relacionados polêmica laicidade do Estado.
As informações sobre o cancelamento do projeto são do jornalista Lauro Jardim, que observa também que o partido de Indio da Costa tem dois evangélicos como líderes: o pastor Samuel Malafaia, irmão de Silas Malafaia, e Arolde de Oliveira, dono da maior gravadora gospel do Brasil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário