terça-feira, 11 de junho de 2013

Os cinco líderes evangélicos mais buscados no Google pelos brasileiros

Saiba quais são os cinco líderes evangélicos mais buscados no Google pelos brasileiros
As lideranças evangélicas de maior expressão nacional alcançam grande projeção por sua presença em múltiplas plataformas de comunicação, como TV, rádio e internet, e essa presença maciça em meios de massa os coloca em posição de destaque não só no meio evangélico, mas também perante a sociedade.
Em alguns casos, pastores que protagonizam polêmicas chegam a transmitir a imagem de que falam ou agem como representantes dos evangélicos em todo o Brasil. A Redação do Gospel+ fez um levantamento através do Google para conferir quais são as cinco lideranças evangélicas mais pesquisadas pelos internautas brasileiros.
Silas Malafaia, Marco Feliciano, Edir Macedo, Marcos Pereira e Valdemiro Santiago são, nesta ordem, os cinco com mais buscas feitas através do Google, numa média feita através da análise de dados referentes ao intervalo entre 2004 a 2013. Três deles, Malafaia, Macedo e Santiago, figuram da polêmica lista da revista Forbes, que elencou as lideranças evangélicas milionárias do Brasil.
Cada um desses alcançou picos de buscas durante esses anos, conforme seus nomes ou polêmicas em que se envolviam ocupavam espaços na mídia secular e especializada. Nos últimos doze meses, todos eles estiveram presentes em algum fato expressivo, e a Redação do Gospel+ preparou um breve resumo dos casos recentes que envolveram os cinco líderes evangélicos mais pesquisados no Google.
O ápice das buscas na web pelo pastor da Assembleia de Deus Vitória em Cristo entre junho de 2012 e o mesmo mês em 2013 foi durante o mês de fevereiro, quando o pastor concedeu uma entrevista ao programa De Frente com Gabi, no SBT. Na ocasião, Silas Malafaia bateu boca com a apresentadora Marília Gabriela, iniciou uma discussão com o geneticista Eli Vieira, e irritou ativistas gays com suas declarações polêmicas, o que motivou a criação de abaixo-assinados pedindo acassação de seu registro de psicólogo e a favor do pastor.
O deputado federal conquistou os holofotes de toda a mídia nacional ao ser indicado pelo Partido Social Cristão (PSC) para a presidência da Comissão de Direitos Humanos e Minorias (CDHM), e as buscas por seu nome na web chegaram ao maior nível em março deste ano. Conhecido entre seus pares como um forte opositor à agenda dos ativistas gays, Feliciano passou a ter sua vida revirada pela militância homossexual e por veículos de imprensa, e foi acusado de racismo e homofobia por declarações polêmicas feitas através de pregações ou publicações em redes sociais.
O líder da Igreja Universal do Reino de Deus (IURD) vive protagonizando polêmicas por questões teológicas ou por investigações feitas contra ele pelo Ministério Público. Entre abril e maio deste ano o Google registrou a maior busca de internautas pelo nome do bispo nos últimos doze meses. Nessa época, Macedo estampou manchetes de sites especializados no meio evangélico por iniciar uma caça à prática de profecias e revelações na IURD, além de ser classificado pela revista norte-americana Bloomberg como o “bispo bilionário do Brasil“, a partir de dados da revista Forbes. Nessa época, Macedo também causou alvoroço ao dizer que o milagre da transformação de água em vinho, feito por Jesus no início de seu ministério, não trouxe nenhum benefício às pessoas.
O pastor da Assembleia de Deus dos Últimos Dias (ADUD) tornou-se manchete em veículos de imprensa nacionais e internacionais há um mês, ao ser preso sob a acusação de ter estuprado fiéisda denominação que lidera. O pico de interesse dos internautas pela figura controversa de Marcos Pereira durante o mês de maio de 2013 foi tão alto que o colocou na lista dos cinco líderes evangélicos mais buscados, superando o missionário R. R. Soares. A polêmica em torno do pastor envolveu a divulgação de áudio com diálogos chulos e explícitos do pastor com uma mulher supostamente casada e vídeos com desmentidos pelas testemunhas, além de manifestações de outras lideranças evangélicas a respeito do caso, como o pastor Silas Malafaia e o senador Magno Malta.
O líder da Igreja Mundial do Poder de Deus é um caso peculiar no que se refere às buscas de internautas através do Google. Muitas pessoas digitam seu nome, Valdemiro Santiago, de forma errada, como por exemplo, Valdomiro. Essa incongruência pode ter sido responsável pela quinta colocação do apóstolo na lista dos cinco mais buscados. Polêmico, ele é conhecido por suas campanhas arrecadatórias com direito a choro na TV e por sua eterna disputa com Edir Macedo, seu antigo mentor.
Santiago despertou maior interesse nos internautas entre abril e maio deste ano, quando se posicionou em defesa de Marco Feliciano. As constantes buscas por expansão de seus programas na TV, ou tentativa de apoio político para reverter o embargo imposto à Igreja Mundial em Angola, também motivaram a busca no período.
Confira abaixo, infográfico que mostra as variações nas buscas pelos líderes evangélicos citados acima. Clique na imagem para acessar os dados no Google Trends.
pastores mais buscadosTiago Chagas

Nenhum comentário:

Postar um comentário