quarta-feira, 3 de outubro de 2012

QUE JESUS É ESSE?


Por Thiago Fonseca
Quando olho para a cristandade, especificamente as denominações evangélicas, faço a mesma pergunta feita no título desta postagem: “Que Jesus é este?”. Faço esta pergunta questionando se o Jesus que vem sendo pregado é o Jesus das Escrituras.
Vejo um “Jesus” mordomo dos homens, um garçom que serve apenas para servir a todos e no fim levar os 10% de gorjeta, um “Jesus” que é um meio para alcançar nossos sonhos mesquinhos, um bonequinho que serve para satisfazer as vontades de nossa meninice.
São muitos “Jesuses”: “Jesus” Roqueiro com seus shows, “Jesus” Caipira com suas “genuínas” festinhas, “Jesus” Forrozeiro, promovendo o rala-coxa gospel, e muitos outros.
Isto é o homem tentando tornar Jesus mais atrativo, tentando dar uma mãozinha a Deus, a mesma mãozinha que Sara tentou dar a Deus quando disse para Abraão ter um filho com sua escrava, dizendo com isso ser a Palavra de Deus insuficiente quando esta havia lhe prometido um filho.
Enfim, este “Jesus” não é o Jesus Deus encontrado nas Escrituras, o Jesus Senhor Soberano, para o qual, e por meio do qual são feitas todas as coisas. O Jesus das Escrituras, a Palavra que se fez carne, o Evangelho de Deus é suficientemente poderoso para salvar o homem, a Sua Igreja não precisa de aparatos mundanos, nem mesmo de cristianizar o paganismo.
Igreja Evangélica Apóstata Romana, errais por não conhecerdes as Escrituras!
O Jesus das Escrituras, este sim é o verdadeiro Deus e a vida eterna, este que foi deixado do lado de fora (Apocalipse 3.20) por uma Igreja que pensa ter tudo e não precisar de nada. Ele está a porta e bate, as Suas ovelhas reconhecem a Sua voz, ouvem e seguem. A quem temos escutado, a quem ou ao que estamos seguindo?
Jesus é suficiente para a Sua Igreja!
Graça, paz e arrependimento sejam convosco.
Em Cristo,

Nenhum comentário:

Postar um comentário