segunda-feira, 8 de outubro de 2012

Justiça investiga Igreja Mundial por impor a pastores meta de arrecadação


Justiça investiga Igreja Mundial por impor a pastores meta de arrecadaçãoJustiça investiga Igreja Mundial por impor a pastores meta de arrecadação
Igreja Mundial do Poder de Deus vai ter que indenizar dois pastores moçambicanos que foram demitidos da igreja injustamente. A decisão foi tomada pelos ministérios moçambicanos do Trabalho (MITRAB) que continua investigando outras denúncias feitas contra a denominação sediada no Brasil.
Os dois pastores entraram com ação junto ao MITRAB depois de serem demitidos sem justa causa. Eles reclamam na justiça que não receberam os direitos trabalhistas. Por não encontrar uma causa justa para a demissão, os ministérios através da Comissão de Mediação e Arbitragem Laboral (COMAL) fixaram uma indenização pela violação dos direitos humanos. O valor da indenização não foi revelado.
A igreja também foi multada por empregar pessoas sem contrato de trabalho formal e também por não realizar os descontos salariais que seriam destinados para o Instituto Nacional de Segurança Social (INSS).
Os pastores foram desligados de seus cargos no ano passado depois que eles reclamarem do tratamento desigual que os pastores moçambicanos recebem em relação aos pastores brasileiros em nível salarial. Depois dessa queixa os dois foram expulsos da igreja.
Agora o MITRAB segue investigando a denúncia de que os pastores teriam metas financeiras para arrecadar durante os cultos. O Ministério da Justiça também está investigando se isso de fato acontece.
Com informações Verdade.co.mz

Nenhum comentário:

Postar um comentário