terça-feira, 2 de dezembro de 2014

Chaves: assista vídeos que contam a história cristã do humorista Roberto Gómez Bolaños

Chaves: assista vídeos que contam a história cristã do humorista Roberto Gómez Bolaños
O humorista, ator e escritor Roberto Gómez Bolaños faleceu na última sexta-feira, 28 de novembro, aos 85 anos, em sua casa na cidade de Cancún, no México. Milhões de pessoas ao redor do mundo prestaram homenagens a Bolaños através das redes sociais e dentre os inúmeros materiais que circularam na internet, estão vídeos que escancaram a fé que o humorista professava.
Nascido e criado no México, país de maioria católica, Bolaños era cristão e usava sua influência para espalhar conceitos bíblicos a respeito dos mais diversos temas. Já idoso, certa vez gravou um depoimento para uma campanha contra o aborto, onde relatava uma história da gestação que o trouxe ao mundo.
“Quando eu estava no ventre de minha mãe, ela sofreu um acidente que a deixou à beira da morte, e o médico disse a ela: ‘Você vai ter que abortar’. E ela respondeu: ‘Abortar, eu? Jamais’. Ou seja, ela defendeu a minha vida. E graças a ela estou aqui”, contou Bolanõs.
Assista:

Chaves

Mundialmente conhecido por interpretar o menino órfão que morava num barril de uma vila na periferia da Cidade do México, Bolaños usou o programa de TV durante oito anos para fazer críticas às mazelas sociais através do humor.
Chaves falava sobre a pobreza extrema de maneira sutil, dizendo ao mundo que existem crianças que sonham comer um “sanduíche de presunto” ou ir à praia. Também usou o humor para denunciar o trabalho infantil, em que muitas vezes crianças são forçadas a vender justamente o que não têm condições de comprar.
Como era o produtor e escritor do programa, falou sobre o princípio de “amor ao próximo” no episódio do “Festival da Boa Vizinhança”. Esse episódio ficou marcado porque ao final, os personagens da Vila cantavam uma música exaltando o “bom amigo” que é Jesus.
No Brasil, o clipe foi poucas vezes exibido, e tinha um roteiro diferente da versão exibida nos países de língua espanhola, apesar de a letra da música ser a mesma.

Confira:
“Ouça bem, escute bem” (dublado)
“Oírlo, escucharlo” (legendado)

Nenhum comentário:

Postar um comentário