quinta-feira, 20 de março de 2014

Cientista e ativista ateu, “profetiza” o fim do mundo para os próximos 100 anos

Stephen Hawking, cientista e ativista ateu, “profetiza” o fim do mundo para os próximos 100 anos
O ativista ateu e cientista Stephen Hawking afirmou que a humanidade enfrentará o fim do mundo nos próximos 100 anos. A “profecia” sobre o destino do planeta feita por Hawking se deu porque ele acredita que a superpopulação da Terra e o fato de os recursos naturais serem finitos poderão causar um colapso.
Para o cientista ateu, a humanidade vive uma fase de risco de “extinção iminente” e a solução seria buscar planetas que sejam capazes de abrigar a vida humana, dando início a uma “verdadeira idade do espaço”.
As declarações de Stephen Hawking foram dadas ao programa Planeta, da emissora britânica Canal 4. “Nosso planeta é um mundo velho, ameaçado com uma população crescente e recursos finitos. Se a raça humana quer sobreviver para além dos próximos cem anos, é imperativo atravessar a escuridão do espaço para colonizar novos mundos através do cosmos”, afirmou.
O primeiro passo significativo para a “idade do espaço”, segundo Hawkings, será “em 50 anos”, quando serão formados assentamentos humanos na Lua, precedendo a caminhada espacial até Marte, e de lá para outros planetas.
A previsão de que o mundo como conhecemos acabará não é novidade para os cristãos, embora as diversas linhas teológicas não abordem o tema por essa perspectiva. No entanto, o descrédito dado às profecias bíblicas por ativistas ateus soa agora como incoerente, pois um dos principais ativistas ateus do planeta se propôs a expressar uma opinião semelhante à preconizada pela Bíblia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário