segunda-feira, 19 de outubro de 2015


Quebrar o Cântaro, Tocar a Trombeta e erguer a Tocha, o segredo para vencermos      Juízes 7.1-9 ; 16-21

Introdução: Talvez já tenha se perguntado por que tem lutado, mas ainda não conseguiu vencer.

Com Gideão aprendemos que é preciso haver coragemdisposição e organização.  

Antes de ir para a Luta contra os midianitas (o pior e mais cruel exército da época) com apenas 300 homens escolhidos por Deus. Duas vezes Gideão perguntou quem queria voltar pra trás por medo e vários retornaram

Além disso, nesta luta ficou clara a ação Divina, pois trezentos homens não poderiam vencer 22 mil, mas o Senhor confundiu os inimigos e eles mesmos se destruíram (v.22).

Como me preparar para as lutas?
As armas dessa batalha foram: um cântaro, uma trombeta e uma tocha de fogo (v.16). Vamos aprender como lutar com estas armas:


I- Quebrar o Cântarov.19

Ao quebrar o cântaro, um grande estrondo houve no chão e assustou os midianitas.

O cântaro escondia uma tocha dentro e ao ser quebrado a tocha foi exposta para iluminar.

Muitas vezes o cântaro esconde a nossa luz, por isso precisa ser quebrado.

Quebrar o cântaro significa negar a si mesmo como Jesus ordenou (Marcos 8.34).

1) Para vencer é preciso renúncia.
a) João disse: “Aquele que diz estar nEle, também deve andar como Ele andou” I João 2:6

2) Para vencer é preciso Abstinência principalmente do pecado e dos prazeres carnal.
a) “Portanto, nós também, pois que estamos rodeados de tão grande nuvem de testemunhas, deixemos todo embaraço e o pecado que tão de perto nos rodeia, e corramos com perseverança a carreira que nos está proposta, fitando os olhos em Jesus, autor e consumador de nossa fé, o qual, pelo gozo que lhe estava proposto, suportou a cruz, desprezando a ignomínia, e está assentado à direita do trono de Deus” Hebreus 12:1,2.

3) É preciso ter os olhos na direção do comandante. “Gideão disse-lhes: Olhai para mim e fazei como eu fizer… como eu fizer, assim fareis vós” v.17. 
a) Eles respeitaram a liderança de Gideão

b) Cada soldado tem um lugar a ocupar e não pode negligenciar sua missão

·                   Juízes 7.18,21 Quando eu tocar a trombeta, eu e todos os que comigo estiverem, tocai também vós as trombetas ao redor de todo arraial e dizei: Pelo Senhor e por Gideão! E conservou-se cada um no seu lugar ao redor do arraial; então todo o exército se pôs a correr e, gritando, fugiu. Pois, ao tocarem os 300 as trombetas, o Senhor tornou a espada de um contra o outro, e isso em todo arraial e fugiram


c) O perigo que existe em nossas Igrejas é de que se perca de vista a responsabilidade individual e espera que os demais façam alguma coisa”. 

d) Precisamos estar dispostos ao sacrifício pessoal em favor dos interesses da causa que abraçamos

e) Os cântaros eram usados para levar água. Estavam longe dos inimigos e precisariam de água para beber. Mas sacrificaram-se em favor da causa. No lugar de levar água, colocaram nos cântaros tochas acesas. 


II- Toque a trombetav.18

A trombeta era de um chifre de carneiro. Ao tocar a trombeta, em três grupos, cem de cada vez, eles se revezaram para não se cansar e mantiveram o sonido por muito tempo ecoando no vale onde estavam os inimigos.

Tocar a trombeta significa testemunhar de Jesus.

a) Deus não precisa de multidões, Ele conta com pessoas valentes.

·  No céu não há lugar para covardes.

Ao tocar a trombeta anunciamos a Cristo, como Gideão mandou que gritassem: “pelo Senhor e por Gideão! ” (v.18 20), precisamos lutar pela Igreja de Cristo.


III- Erguer a Tochav.20

A tocha serviu para iluminar o caminho do exército e confundir a visão dos inimigos pensando que havia muito mais homens ao alto da colina.

Nossa tocha é a Palavra de Deus que nos ilumina e nos faz ser fortes diante do inimigo (Salmos 119.105 e Mateus 4.1-11).

Jesus disse que não devemos esconder a nossa luz e sim mostrá-la ao mundo (Mateus 5.14-16). A chama do Espírito Santo não pode se apagar na vida do cristão.


CONCLUSÃOII Coríntios 10.4,5

Para Vencer é preciso saber como lutar, não lutar da nossa maneira, mas com a força e a forma de Deus.

Aprendemos sobre unidade. Gideão mandou todos os 300 fazerem tudo junto para haver união e força.


Gideão ensinou respeitar liderança quando mandou o povo olhar para ele e fazer igual (v.17).

Nenhum comentário:

Postar um comentário