quarta-feira, 8 de janeiro de 2014

Igreja promove “arrancadão gospel” para motociclistas e evento termina em pancadaria; Assista

Igreja promove “arrancadão gospel” para motociclistas e evento termina em pancadaria; Assista
Um evento organizado por uma igreja evangélica de Campo Grande a pretexto de evangelizar motociclistas terminou em confusão e muita reclamação dos vizinhos.
O “1º Arrancadão de Itamaracá de Motos” interditou a principal avenida do bairro Jardim Itamaracá para que os motociclistas realizassem exibições que são proibidas pelo Código de Trânsito Brasileiro.
Entre os motociclistas, as manobras mais comuns eram o “zerinho”, em que a moto gira em torno dela mesma, e o “borrachão”, em que o condutor acelera a moto com o freio dianteiro acionado, produzindo grande quantidade de fumaça, além de empinarem as motocicletas.
O evento durou cinco horas durante a tarde do último sábado e foi embalado ao som de músicas funk, como é possível notar em trecho da reportagem do SBT no vídeo ao final do texto.
A avenida foi interditada para o trânsito local, mas os pedestres e espectadores não contavam com nenhuma proteção, e diversos moradores relataram o medo de que, caso um dos motociclistas perdesse o controle do veículo, atingisse as pessoas de forma letal.
Um vídeo gravado por participantes do evento mostra que em determinado momento, motociclistas participantes do “arrancadão” se desentenderam e trocaram socos e pontapés.
A major Itamara Romero, subcomandante do Batalhão de Policiamento de Trânsito da capital sulmatogrossense, afirmou que a igreja evangélica, por ser organizadora do evento, pode ser autuada pelas infrações cometidas pelos motociclistas, com penas de seis meses a dois anos de prisão: “Tanto para o condutor, quanto para o promotor daquele evento, as medidas são as mesmas”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário