quarta-feira, 1 de junho de 2016

Cristãos só podem ir uma vez por ano à igreja em território turco


Cristãos só podem ir uma vez por ano à igreja em território turcoOs cristãos que vivem no norte da ilha de Chipre, no território controlado pela Turquia, somente poderão frequentar a igreja uma vez por ano: no Natal ou na Páscoa.

O governo turco afirma que a decisão foi tomada por motivos de segurança, mas a ONU afirma estar seriamente preocupada com o efeito disso. Acreditam tratar-se de uma restrição da liberdade de culto.
Desde o fim da guerra 1974 entre Grécia e Turquia, a parte norte de Chipre ficou sob controle turco e a maioria da população é muçulmana. As igrejas cristãs foram quase todas destruídas.
Os cristãos de origem grega vivem majoritariamente no sul do país, mas desde 2013 muitos migraram para o norte por causa da crise grega. A divisão entre as duas partes da ilha faz dessa nação um dos lugares mais politicamente controversos do mundo.
Mustafa Lakadamyali, subsecretário do Ministério das Relações Exteriores, afirma que a restrição foi imposta para evitar “a exploração da direita religiosa”, alegando que as autoridades não podem oferecer segurança aos frequentadores das igrejas.
Após reunião com autoridades turcas, Espen Barth Eide, representante da ONU, afirmou que não concorda com “a nova política restritiva” da Turquia. Uma organização não-governamental (ONG) que trabalha na região também criticou a decisão, descrevendo-o como um “duro golpe” na comunidade cristã do Chipre. Com informações Gospel Herald

Nenhum comentário:

Postar um comentário