terça-feira, 5 de fevereiro de 2013

Duas igrejas em São Paulo foram fechadas após fiscalização

Após tragédia em Santa Maria, igrejas de São Paulo serão fiscalizadas; Pelo menos duas já foram fechadas
Depois do incêndio que matou mais de 200 jovens em Santa Maria (RS), a prefeitura de São Paulo iniciou um trabalho intenso de fiscalização em espaços considerados “locais de reunião” na área das subprefeituras da Sé, Pinheiros, Vila Mariana e Santo Amaro. O trabalho da prefeitura já resultou no fechamento de pelo menos duas igrejas na região.
A classificação usada pela prefeitura para determinar quais estabelecimentos serão vistoriados engloba locais com lotação igual ou superior a 250 pessoas, como casas noturnas, teatros e igrejas.
De acordo com o Estadão, a ação é baseada na legislação que determina que possuir Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros (AVCB) é obrigatório para qualquer estabelecimento abrir as portas. Sem o documento, não é possível obter o alvará de funcionamento, dado pela Prefeitura.
De acordo com o Corpo de Bombeiros, dos 26 estabelecimentos vistoriados 24 deles não possuem nem mesmo o Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros (AVCB), documento básico para solicitar o alvará de funcionamento. Entre estes estão incluídas duas igrejas.
A lista apresentou dois templos religiosos, uma igreja localizada na rua Araritaquaba, número 01, que não teve o nome divulgado, e a Igreja Evangélica Vida Nova Projeto Salvação, localizada na Rua Dr João Inácio Teixeira, 78. Além das igrejas foram notificadas várias danceterias, boates e casas de shows, por também não apresentarem condições mínimas de funcionamento.
Os endereços foram vistoriados pela corporação na operação Prevenção Máxima, anunciada pelo governo estadual para averiguar as condições de segurança dos chamados locais de reunião na capital.

Um comentário:

  1. Só para constar. Sou um dos Pastores da Igreja Vida Nova citada na matéria.
    Quero informa-los que a igreja não foi fechada como diz a matéria. A Igreja segue todas as determinações de segurança exigidas pela legislação.O que ocorreu foi que o corpo de bombeiros não veio fazer a renovação de vistoria. Estavamos aguardando este serviço que já havia sido solicitado a corporaçãode bombeiros. Este foi o motivo de a igreja aparecer nesta lista de estabelecimentos irregulares. Em nosso entendimento injusto por que temos todos os prolocolos e aguardamos apenas o alvará oficial da prefeitura.

    ResponderExcluir