terça-feira, 30 de junho de 2015

DUAS IGREJAS DA COMUNIDADE NEGRA FORAM INCENDIADAS


Duas igrejas da comunidade negra são incendiadas nos EUA
Enquanto todos comemoram “o progresso” americano pela aprovação do casamento gay, assistimos o retrocesso do mesmo país em relação ao racismo. Dessa vez duas igrejas da comunidade negra foram incendiadas no estado da Geórgia e na Carolina do Norte.


Uma das igrejas atingidas foi a God’s Power Church of Christi, em Macon (Geórgia), que foi destruída pelas chamas na manhã da última terça-feira. Segundo o sargento Ben Gleaton, da Brigada de Incêndio do condado de Macon-Bibb, os investigadores descartam acidente e diz que o fogo foi provocado.
Já na Carolina do Norte o atentado foi contra a Igreja Batista Briar Creek Road, em Charlotte, que pelas declarações dos bombeiros também se trata de um incêndio provocado.
O reverendo Mannix Kinsey declarou à imprensa que perdoa o responsável pelo ataque e que ficou aliviado ao saber que o fogo não prejudicou a estrutura da igreja. A área mais atingida é a parte do prédio onde aconteciam os programas educacionais oferecidos pela igreja.
Vale lembrar que dias antes dos atentados contra essas igrejas nove pessoas morreram em uma igreja na Carolina do Sul. Um jovem apoiador de regimes racistas atirou fogo contra os fiéis da igreja em Charleston.

segunda-feira, 29 de junho de 2015

Aliança de casamento livra pastor de ser atingido em troca de tiros entre policiais e bandidos

Aliança de casamento livra pastor de ser atingido em troca de tiros entre policiais e bandidos
Uma aliança de casamento salvou a vida de um pastor evangélico na última quinta-feira, 25 de junho, após um tiroteio nas imediações da estação de metrô Irajá, zona norte do Rio de Janeiro.
O pastor José de Souza Campos, 78 anos, estava dentro de um ônibus quando começou a troca de tiros entre policiais e bandidos. Três pessoas foram atingidas por balas perdidas, mas Campos foi alvo de um verdadeiro “milagre”.
“A aliança que estava no meu dedo salvou minha vida e, possivelmente, a de algum outro passageiro”, disse o pastor em entrevista ao telejornal Bom Dia Rio, da TV Globo.
O objeto, partido ao meio, foi mostrado pelo pastor às câmeras. “É uma aliança verdadeira”, comentou sua esposa, Marina Campos, referindo-se à fé do marido em Deus.
Segundo informações do jornal O Dia, o tiroteio começou após uma perseguição a um veículo roubado. A Polícia Militar montou um cerco e, encurralados, os bandidos desceram e passaram a efetuar disparos.
Um dos bandidos, de 17 anos, foi baleado nas costas e na perna. O outro, também menor de idade, foi apreendido. O carro que eles haviam roubado foi alvejado por cerca de 20 tiros.
Os comparsas dos menores estavam em outro carro e bateram em um poste. Na troca de tiros com os PMs do Grupamento de Ações Táticas (GAT) o suspeito, identificado apenas como Pagodinho, foi baleado na cabeça. Com ele foi apreendida uma pistola calibre 45.
O comparsa de Pagodinho foi ferido, mas mesmo assim conseguiu roubar uma Pajero de um pastor que passava pelo local e fugiu, escapando da polícia.

quarta-feira, 24 de junho de 2015

Novela da Globo sobre a volta de Jesus causa discussão na direção da emissora, diz jornalista

Novela da Globo sobre a volta de Jesus causa discussão na direção da emissora, diz jornalista
A proposta de fazer uma novela com temas bíblicos na Globo vem causando muito burburinho entre os principais executivos da emissora. A ideia passou a ser considerada depois que o autor Benedito Ruy Barbosa apresentou uma sinopse explorando o tema da volta de Jesus.
Agora, novas informações de bastidores estão sendo divulgadas na mídia, como por exemplo, o descontentamento de uma parte dos diretores da emissora, que acham que explorar um tema ligado à Bíblia seria reconhecer o sucesso da Record, principal concorrente, nesse estilo de projeto.
De acordo com informações do jornalista Daniel Castro, a novela mostraria a “volta de Jesus Cristo à Terra nos dias atuais. Cristo renasceria”. Esse detalhe cria ainda mais problemas para a emissora, que usaria o nome de Jesus em uma história inovadora, sem referências bíblicas, ao contrário do que foi noticiado inicialmente, pois acreditava-se que o projeto falaria sobre a volta de Cristo para o arrebatamento.
“Os defensores da produção dizem que ela não será bíblica, porque não reproduzirá passagens do livro sagrado. Mas ela teria, sim, a representação da principal figura do Cristianismo, mesmo sendo contemporânea. A sinopse está sendo mantida em sigilo. O Notícias da TV apurou que não se trata da reprodução de um grupo que acredita na segunda ressurreição de Cristo ou em seu retorno à Terra para o Juízo Final. O principal acontecimento previsto na trama é o renascimento de Cristo”,informou Castro.
No entanto, o projeto ainda não foi aprovado pelo Departamento de Dramaturgia. Caso o rascunho de Barbosa receba sinal verde, poderá levar muito tempo para sair do papel, pois o autor já está comprometido com uma novela para 2016, na faixa das 18h00, quando abordará questões do sertão nordestino, como a transposição do rio São Francisco.

quarta-feira, 17 de junho de 2015

Marco Feliciano responde críticas de transexual no SuperPop

Marco Feliciano responde críticas de transexual no SuperPopFeliciano responde críticas de transexual no SuperPop
Em entrevista exibida ontem no programa SuperPop, o deputado federal Marco Feliciano (PSC/SP) criticou o uso de símbolos religiosos por ativistas homossexuais durante a 19ª Parada do Orgulho Gay de São Paulo.
O parlamentar respondeu sobre a polêmica encenação feita por um transexual na cruz, representando Jesus Cristo, que foi compartilhada milhares de vezes nas redes sociais e rendeu um intenso debate sobre o limite entre a liberdade de expressão e o desrespeito a objetos de culto.
Em entrevista a apresentadora Luciana Gimenez, o parlamentar respondeu às críticas do transexual Viviany Beleboni, responsável pelo ato de vilipêndio promovido durante desfile na Avenida Paulista. Para o deputado o transexual não respeitou a fé de milhões de brasileiros.
“A minha manifestação não foi por ela [Viviany Beleboni], mas por tudo que é feito em todas as manifestações de Parada Gay, Marcha das Vadias, Marcha da Maconha e o que quer que aconteça”, explicou Feliciano.
O parlamentar também disse que todas as vezes que os ativistas fazem suas manifestações, acabam vilipendiando símbolos religiosos e lembrou que esse tipo de prática é crime “segundo o artigo penal código 208”.
O líder evangélico também falou sobre a laicidade do Estado e a liberdade religiosa ao responder ao questionamento da apresentadora sobre o ato de repúdio organizado pelos parlamentares da Bancada Evangélica no Congresso.
“Deixa eu entender: as pessoas do candomblé podem chegar lá e bater o seu tambor?”, questionou Luciana, ao que Feliciano respondeu: “Claro, se quiserem, se tiverem número para isso. Não sei se vão chamar a atenção. Nós chamamos porque chegamos em 400 deputados”, sentenciou.
Feliciano foi ao programa da Rede TV! como direito de resposta após ser criticado pelo transexual Viviany Beleboni. Além do líder da Igreja Assembleia de Deus Catedral do Avivamento, participaram do debate a apresentadora Luciana e o convidado Felipeh Campos, homossexual assumido.
Assista:

sexta-feira, 12 de junho de 2015

Israel é atacado e a mídia se cala

Israel é atacado e a mídia se calaIsrael é atacado e a mídia se cala
O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, condenou o silêncio do mundo diante dos foguetes que atingiram Israel nos últimos dias. A grande mídia não tem mostrado que bombas voltaram a ser lançadas contra o Estado judeu a partir de Gaza.
Netanyahu culpou o Hamas, mas diversas fontes já revelaram que um grupo de extremistas ligados ao Estado Islâmico é que tem realizado os ataques. Além disso, existe uma movimentação militar nas Colinas de Golan, que marcam a fronteira do norte de Israel com o sul da Síria, dominada pelo EI. Os extremistas estão acampados a poucos quilômetros da fronteira.
Durante uma reunião de gabinete nesta quarta (10), Netanyahu disse: “Eu não ouvi ninguém da comunidade internacional condenar estes disparos; nem a ONU disse uma palavra sequer”.
O primeiro-ministro avisou: “Será interessante vermos se este silêncio continua quando usamos a nossa força total para defender os nossos direitos.” Finalizou dizendo: “Que fique claro: A hipocrisia espalhada pelo mundo não vai amarrar nossas mãos e nos impedir de proteger os cidadãos de Israel. Assim agimos e assim vamos agir”.
Diversos mísseis de curto alcance foram lançados contra Israel, atingindo cidades do sul: Ashkelon e Netivot. Não foi divulgado que tenham custado vidas. Pelo menos três ataques foram reivindicados por grupos terroristas que disputam com o Hamas o controle de Gaza. As Brigadas de Omar, grupo salafista aliado ao Estado Islâmico, reivindicou a responsabilidade por dois desses ataques.
Jatos da Força Aérea Israelense no domingo bombardearam alvos em Gaza, em resposta ao ataque palestino, mas sem vítimas fatais. Mísseis foram lançados contra uma instalação de treino das brigadas Al Kasam, braço armado do Hamas. O porta-voz do exército, tenente-coronel Peter Lerner, justificou, afirmando que os foguetes palestinos “colocaram em perigo mais de 140 mil vidas israelenses”.
Em resposta às declarações de Netanyahu, a Casa Branca manifestou o seu apoio a Israel. O que é considerado positivo, uma vez que as relações do governo Obama andam estremecidas após a reeleição do primeiro-ministro.
O governo palestino está dividido e o Ministro do Interior do Hamas, que governa a Faixa de Gaza, acusou recentemente o Presidente Mahmoud Abbas (da Autoridade Palestina) de estar criando o “caos” na região para aumentar o controle do Fatah, que domina a Cisjordânia.
Embora pequenos, os ataques palestinos parecem ser uma provocação, já que a última ação de guerra entre Israel a Gaza está prestes a completar um ano. Recentemente, Yahya Safavi, assistente militar do líder supremo iraniano, alertou que “mais de 80 mil” mísseis cairiam sobre Israel, devastando as cidades de Haifa e Tel Aviv. A ameaça veio após o ministro da Defesa israelense Moshé Yalón dizer que seu país não permitiria que o Irã prosseguisse com seus planos nucleares. Com informações deThe BlazeJPost e Times of Israel

quinta-feira, 11 de junho de 2015

E Se Ele Voltar? Globo estaria planejando novela que fale da volta de Jesus, diz jornalista

E Se Ele Voltar? Globo estaria planejando novela que fale da volta de Jesus, diz jornalista
A TV Globo estaria estudando a possibilidade de produzir uma novela falando sobre a volta de Cristo, e o autor escolhido para tocar o projeto é Benedito Ruy Barbosa, novelista tido pelos especialistas como um dos mais bem-sucedidos na carreira.
A novela, que se for produzida deverá ser chamada E Se Ele Voltar? já teria inclusive, os primeiros capítulos escritos, de acordo com informações do jornalista Flávio Ricco, do portal Uol.
“E Se Ele Voltar? é o título provisório, com toda chance de virar definitivo, do novo trabalho do Benedito Ruy Barbosa para a TV Globo. A sinopse foi entregue e já existem seis capítulos escritos”,escreveu Ricco.
De acordo com o jornalista, a proposta é falar sobre como vivem as pessoas que acreditam na promessa feita por Jesus Cristo antes de sua ascensão aos céus, de que Ele voltaria para arrebatar Sua Igreja.
“A novela pretende se desenvolver em um mundo de pessoas, cerca de 40 personagens, que vivem a expectativa ou a possibilidade de Jesus Cristo voltar. Luiz Fernando Carvalho, por indicação do autor, foi escolhido para dirigir. O último trabalho dos dois em conjunto foi Meu Pedacinho de Chão“, afirmou.
A escolha do tema, complexo, pode ser uma resposta da Globo ao sucesso que a Record vem alcançando com suas produções bíblicas, embora, pelo que foi noticiado, a emissora da família Marinho pretenda manter seu modelo de novela, ao contrário do que o canal do bispo Edir Macedo vem fazendo, que é reproduzir, com liberdade artística, o relato bíblico.
Há uma no, nos Estados Unidos, uma série de TV sobre o mundo pós-arrebatamento causou bastante repercussão. “The Leftovers” fala de um mundo onde as pessoas tentam conviver com a perda de seus entes queridos, que foram arrebatados, mas tentam negar que o evento tenha relação com as profecias do Apocalipse.

quarta-feira, 10 de junho de 2015

Jornalistas esportivos fazem críticas a Neymar por expressar sua fé na final da Liga dos Campeões

Jornalistas esportivos fazem críticas a Neymar por expressar sua fé na final da Liga dos Campeões
O gesto de fé do atacante Neymar após a conquista da Liga dos Campões no último sábado, 06 de junho, foi criticado por jornalistas que consideraram a postura do jogador errônea.
No jornal O Estado de S. Paulo, Marcelo Rubens Paiva publicou um artigo contrapondo a frase “100% Jesus” exibida por Neymar, e classificou a atitude como “100% desnecessária”.
“O jogo teve quase 1 bilhão de espectadores no mundo todo. Barça talvez seja o time mais popular. Neymar, um dos 3 grandes ídolos internacionais, com MESSI e CRISTIANO RONALDO, empatados na artilharia da Champions. […] Muitos disseram que ele é livre para manifestar sua fé. E é mesmo. Apesar do time que até 2013 se vangloriava de não ser patrocinado por nenhuma empresa, ser agora patrocinado pela Qatar Airways, do país Catar (Qatar), em que 80% são muçulmanos, seguidores do Islã. […] Sou fã de Neymar, e mais ainda de Jesus. Mas sei que cada um deve estar no seu tempo e lugar. 100% desnecessário”, escreveuPaiva.
Juca Kfouri, conhecido por sua aversão a demonstrações de fé nas arenas esportivas, publicou um artigo em seu blog no portal Uol, criticando Neymar, dizendo que ele deveria “brilhar menos” e deixar de falar de sua crença pessoal.
“Na Copa do Mundo, ano passado, o genial brasileiro vendeu cuecas e depois negou. Agora, na Liga dos Campeões, pôs Jesus no jogo desnecessariamente, como já havia feito antes, sempre esquecido de que os derrotados também podem tê-lo em seus corações. Seria tão melhor se certas intimidades fossem como deveriam ser, isto é, apenas íntimas. Até porque, convenhamos, precisar Neymar não precisa”, ironizou Kfouri.
O gesto de usar uma faixa na cabeça com a frase “100% Jesus” durante as comemorações de títulos não é recente. Neymar, que cresceu na Igreja Batista Peniel, na Baixada Santista, já havia usado faixas idênticas em conquistas do Santos Futebol Clube e em equipes de futsal, na infância.
O piloto Alex Dias Ribeiro, que é evangélico, compartilhou em sua página no Facebook um texto escrito pelo juiz federal, professor universitário e escritor William Douglas, em resposta a Juca Kfouri e sua crítica ao jogador.

terça-feira, 9 de junho de 2015

Primeira Igreja da Maconha é reconhecida e tem isenção fiscal

Bill Levin, 59 anos, é o fundador da Igreja da CannabisBill Levin, de 59 anos, decidiu levar os ensinamentos de "paz e amor" fundando uma igreja para cultuar a "planta mais saudável que existe no planeta", nas palavras dele.


A nova "religião" foi fundada no fim de março, pouco depois que a lei do "Religious Freedom Restoration Act" foi aprovada em Indiana para "proteger a liberdade religiosa".
"Eu vi o que realmente dizia a lei e aí entrei em um transe profundo e religioso com a cannabis, falei com Deus, ele tocou minha mão e me disse como fazer", disse o fundador da Igreja à BBC Brasil.
A lei garante aos cidadãos o direito de exercer quaisquer crenças religiosas sem que sejam vítimas de processos na Justiça – e causou polêmica porque poderia ser causa de discriminação contra homossexuais, a ponto de um buffet, por exemplo, poder recusar um trabalho em um casamento por se tratar de uma união gay.
Percebendo a oportunidade, Levin criou uma página no Facebook e conseguiu a aprovação oficial para sua Igreja com base na nova lei, o que lhe garante reconhecimento oficial e isenção fiscal.
A partir daí, ele começou a divulgar uma lista de 12 "mandamentos" da nova religião, incluindo "Não seja um idiota, trate as pessoas igualmente e com amor", ou "Ria bastante, espalhe bom humor; divirta-se na vida e seja positivo". O último deles fala do "culto" à cannabis.
"Cannabis, a ‘planta que cura’, é nosso sacramento. Ela nos aproxima uns dos outros. É nossa fonte de saúde, nosso amor, a cura para as doenças e para a depressão. Nós a abraçamos com nosso coração e espírito, individualmente e como um grupo."
Seguidores
A página da "Primeira Igreja da Cannabis" no Facebook já tem 38 mil seguidores. Entre os membros oficiais da religião, 700 pessoas já se tornaram "fiéis" pagando o valor do "dízimo" da Igreja da Maconha - eles contribuem com US$ 50,40 por um ano ou US$ 100,80 por dois anos.
Segundo Levin, o total arrecadado até agora foram US$ 15 mil, que permitiram aos organizadores conseguir um edifício onde finalmente poderiam "cultuar" a cannabis. Nesta quarta-feira, haverá uma entrevista coletiva para anunciar a localização oficial da Igreja, que já tem seu primeiro evento marcado para 1º de julho.
"É um lugar pequeno, mas muito lindo. Vamos colocar uma tenda lá fora porque haverá milhares de pessoas para o evento e não tem como caber todo mundo na Igreja", contou Levin, que interrompeu a limpeza na nova igreja para falar com a reportagem.
Com pouco mais de dois meses de existência, a repercussão da "Igreja da Maconha" surpreendeu o fundador. Pessoas de vários lugares do mundo passaram a curtir a página e compartilhar experiências na rede social. Levin diz que isso foi resultado do "poder do amor em ação".
"Nós celebramos a vida todos os dias, então qualquer pessoa pode se identificar com isso no mundo inteiro. E isso é uma coisa linda. É o poder do amor em ação."
Oração do amor
A "Igreja da Maconha" já tem uma oração oficial, explicou Levin.
"A primeira coisa que eu quero que todo mundo faça é usar 3 palavras simples no dia a dia. Elas são nossa primeira oração. É algo bem simples, dizemos isso cinco vezes seguidas: Eu te amo" – e Levin repetiu a máxima por cinco vezes.
A religião da maconha não tem um deus. O fundador diz que os preceitos básicos para o culto são o amor, a compaixão e a ajuda ao próximo.
"Assim que começarmos a falar em Deus, estaremos perdidos, porque todo mundo tem um deus diferente, todos vão discordar. Nós celebramos o amor, a compaixão, e celebramos com a planta cannabis, porque só existe uma planta natural no mundo capaz de ajudar nosso organismo a nos manter saudáveis."
Levin diz que não se preocupa com a possibilidade de ter problemas com a polícia local, já que em Indiana é proibido fumar maconha ou mesmo usar a erva para fins medicinais.
"Nós não vamos comprar, vender, ou fazer qualquer tipo de negócio com a cannabis. Nós só vamos incentivar as pessoas a fumar dentro da Igreja, que é um santuário e um local sagrado, uma área segura."
O objetivo da nova igreja agora é "espalhar o amor" por todos os lugares.
"Olhe pra alguém que você vê na rua e diga ‘oi, eu te amo’. Quando você sair da sala, diga, ‘tchau, eu te amo, tenha um ótimo dia’. É simples. Coloque o amor de volta no seu coração, no seu dia a dia. Assim, nós vamos sorrir o dia todo. E se alguém vir esse sorriso, essa pessoa vai sorrir de volta também, então é contagioso."
Os 12 mandamentos da "Igreja da Cannabis"
1) Não seja um idiota. Trate todos igualmente e com amor.
2) O dia começa sempre com o seu sorriso. Quando você levantar, use isso primeiro.
3) Ajude os outros sempre que puder. Não por dinheiro, mas porque é necessário.
4) Trate seu corpo como um templo. Não o envenene com comidas ruins ou refrigerantes.
5) Não tire vantagem das pessoas. Não machuque ninguém intencionalmente.
6) Nunca comece uma briga. Sempre termine-as.
7) Cultive comida, crie animais, traga a natureza para a sua rotina.
8) Não seja um "trolador" na internet. Respeite as pessoas sem xingamentos e não seja agressivo com elas.
9) Gaste dez minutos do seu dia apenas contemplando a vida em um lugar silencioso.
10) Quando você vir um ato de bullying, impeça de todas as formas que puder. Proteja aqueles que não podem se proteger.
11) Ria frequentemente, compartilhe bom humor. Divirta-se na vida, seja positivo.
12) Cannabis, a "planta que cura", é nosso sacramento. Ela nos aproxima uns dos outros. É nossa fonte de saúde, nosso amor, a cura para as doenças e para a depressão. Nós a abraçamos com nosso coração e espírito, individualmente e como um grupo.
Fonte: Ig

Convertido, atacante Fred some das baladas, assume namoro sério e se dedica à igreja, diz jornal

Convertido, atacante Fred some das baladas, assume namoro sério e se dedica à igreja, diz jornal
O jogador Fred, do Fluminense, ficou conhecido nas colunas de fofocas e celebridades da imprensa pela fama de conquistador, mas desde que se converteu ao Evangelho, tem lutado para desfazer essa imagem.
Antes do fiasco na Copa do Mundo de 2014, Fred já dava mostras de que suas prioridades haviam mudado e foi notícia diversas vezes por suas idas aos cultos da Comunidade Internacional da Zona Sul, onde Gilmar Santos – ex-jogador profissional e marido da cantora Aline Barros – é um dos pastores.
As idas aos cultos rendiam elogios dos fiéis, que o consideravam exemplar, e piadas de seu antigo técnico no Fluminense, Renato Gaúcho.
Agora, namorando sério com a jovem Paula Armani desde dezembro de 2013, Fred deixou de beber e de frequentar baladas, e quando não tem compromissos profissionais, sua rotina é casa e igreja, segundo informações do jornal Extra.
“No domingo à noite, depois da euforia de vencer um Fla X Flu em pleno Maracanã, com direito a marcar dois gols, Fred foi jantar num restaurante italiano do Leblon com um grupo de amigos. Na mesa, nada de bebida alcoólica. Algumas horas depois, já estava a caminho do apartamento onde vive, no mesmo bairro”, informou o jornal.
Ainda segundo o periódico, Fred tem optado cada vez mais pela discrição. Em 2014, quando paparazzis descobriram a igreja que o atleta frequentava e fizeram fotos dele no local, o atacante optou por se ausentar dos cultos por um tempo, até que o interesse da mídia no assunto esfriasse.
“Aos companheiros de oração, ele quer ser, mais do que nunca, um exemplo. E a preocupação com a boa imagem ficou ainda maior. O lado espiritual ganhou mais força depois do fracasso da seleção brasileira (e seu) na Copa do Mundo”, afirma o jornal, sem, no entanto, apresentar nenhuma declaração do jogador sobre o assunto.

sexta-feira, 5 de junho de 2015

Fundada a Primeira Igreja da Maconha, que é reconhecida pelas autoridades e tem isenção de impostos

Fundada a Primeira Igreja da Maconha, que é reconhecida pelas autoridades e tem isenção de impostos
A Igreja da Maconha foi fundada e reconhecida como denominação religiosa pelas autoridades do estado norte-americano de Indiana.
A lei que possibilitou a fundação da Primeira Igreja do Cannabis surgiu de um embate entre evangélicos e ativistas gays. O governador de Indiana, Mike Pence (Partido Republicano), sancionou a Lei da Restauração da Liberdade Religiosa, garantindo o direito de cristãos pregarem que a homossexualidade é pecado sem que sofressem processos de entidades LGBT.
Como a lei abrange todas as religiões e garante a elas o direito de exercer suas crenças, a Secretaria de Estado de Indiana se viu obrigada a reconhecer a denominação fundada por Bill Levin, um usuário de maconha que acredita que a erva oferece acesso a um astral diferente.
Segundo Levin, a religião da maconha é baseada em “amor e compreensão com compaixão por todos” e tem na erva seu “sacramento”.
De acordo com informações da revista Época, assim que a Lei da Restauração da Liberdade Religiosa foi assinada, no último dia 26 de maio, a Igreja da Cannabis começou a se organizar. Levin, autointitulado “ministro do Amor”, divulgou os 12 mandamentos da religião da maconha em sua página no Facebook, que tem mais de 30 mil seguidores.
“Ria mais, compartilhe humor”, “Não seja um troll na internet” e “Gaste pelo menos dez minutos por dia contemplando a vida em um espaço silencioso” são alguns dos mandamentos da nova religião. Como a maconha não pode ser comprada ou vendida em Indiana, devido a uma lei estadual, Levin sugere aos fiéis que plantem, cultivem e doem a erva.
Até o dia 01 de junho, a Primeira Igreja do Cannabis já havia arrecadado US$ 10,8 mil em ofertas, feitas por 634 fiéis diferentes. Já que a denominação tem isenção fiscal, ideia é usar o dinheiro para alugar um espaço onde possam ser realizadas as celebrações dos fiéis à erva.
A Lei da Restauração da Liberdade Religiosa rendeu ao governador Pence algumas intrigas com personalidades de nível internacional, como Tim Cook, presidente da Apple e homossexual assumido, e o ator e ex-governador da Califórnia, Arnold Schwarzenegger, que também é membro do Partido Republicano.

terça-feira, 2 de junho de 2015

Refém do Estado Islâmico cava a própria cova


Refém do Estado Islâmico cava a própria covaRefém do Estado Islâmico cava a própria cova

O Estado Islâmico divulgou mais um vídeo mostrando a decapitação de reféns na Síria. Dessa vez o refém primeiramente aparece cavando sua própria cova, depois se apresenta como um espião, por fim aparece decapitado.
Usando o tradicional uniforme laranja, o prisioneiro usa materiais próprios para cavar a cova em um terreno praticamente desértico localizado próximo aos arredores de Damasco.
As imagens poupam o momento exato em que o refém tem a cabeça cortada, mas o corpo aparece na cova onde é possível ver que a cabeça foi posta em cima do peito.

O EI continua expandindo sua área de influência na Síria e toma o controle dos postos que fazem fronteira com o Iraque. Fora isso, eles continuam controlando cidades históricas como Palmira e a própria Damasco, que é a capital síria.
Além do vídeo divulgado esta semana pelo grupo “Raqqa está sendo silenciosamente massacrada”, os jihadistas mataram 20 homens no antigo anfiteatro da cidade, um local reconhecido como patrimônio mundial da Unesco.
A preocupação é com o avanço dos terroristas também no Iraque, eles estão tomando cada vez mais cidades e se aproximando do Ocidente sobre Bagdá, além de poderem avançar pelo sul, onde estão os xiitas do Iraque.

“Moralismo do público não vai me segurar”, diz autor de nova novela da Globo

“Moralismo do público não vai me segurar”, diz autor de nova novela da GloboMoralismo não vai me segurar, diz autor da Globo
A próxima novela das onze da Rede Globo, Verdades Secretas, de Walcyr Carrasco, com estreia prevista para 8 de junho, promete abordar o lado obscuro das agências de modelos, tratando de questões polêmicas e controversas no mundo da moda.
Após ter sofrido com um boicote no seu principal produto, a novela que vai ao ar entre 21h15 e 22h20, e experimentado os piores índices de audiência da história, se esperava que a Rede Globo evitasse os temas espinhosos, mas o autor, contudo, se mostra corajoso, e promete tratar de temas desagradáveis ao público.
Walcyr Carrasco foi o primeiro dramaturgo a escrever um beijo gay para uma novela da Rede Globo, Amor à Vida, e afirma não estar preocupado com o moralismo do público, além de dizer que o país passa por ondas de conservadorismo.
A novela Verdades Secretas deve abordar temas relacionados a prostituição, drogas, traição, sexo, corrupção e poder. Walcyr afirma que mesmo com o risco de uma rejeição do público, isso não deve ser obstáculo para se contar histórias relacionadas com estes temas.
“Quando escrevi a novela, eu queria contar essa trajetória que faz parte da nossa realidade, de pessoas que abrem mão da dignidade, dos valores humanos, por algo que é rápido e passageiro. Eu não me preocupo com a reação do espectador, isso não vai me impedir de falar a verdade, mesmo que incomode”, disse a Veja.
A Rede Globo chegou a receber no último mês alguns deputados da Frente Parlamentar Evangélica em uma tentativa de se aproximar dos evangélicos e acabar com as campanhas contra a novela Babilônia.