sexta-feira, 28 de novembro de 2014

“Êxodo: deuses e reis”: Ator Christian Bale compara Moisés a “terroristas” dos dias atuais

“Êxodo: deuses e reis”: Ator Christian Bale compara Moisés a “terroristas” dos dias atuais
O ator Christian Bale, que interpretou o papel de Moisés no filme “Êxodo: deuses e reis”, afirmou que nos dias de hoje o líder hebreu seria considerado um terrorista.
O protagonista do filme épico – como vem sendo descrito pela mídia especializada em cinema – disse que apesar do povo israelense vê-lo como um herói e libertador, provavelmente os egípcios teriam um pensamento diferente a respeito.
“Absolutamente, [Moisés foi] visto como um combatente da liberdade para os hebreus, mas um terrorista em termos do império egípcio”, disse o ator em entrevista ao programa Nightline, da emissora NBC.
Christian Bale acrescentou que, a seu ver, nos dias de hoje Moisés seria perseguido por exércitos: “O que aconteceria se Moisés surgisse hoje? Drones seriam enviados atrás dele, certo?”, questionou, fazendo alusão à forma como terroristas são vigiados e combatidos no Oriente Médio.
Conhecido mundialmente por interpretar Batman na trilogia dirigida pelo cineasta Christopher Nolan, Christian Bale disse em outra entrevista que em suas reflexões a respeito do personagem, chegou à conclusão que Moisés era um “esquizofrênico bárbaro perturbado e tumultuado”.
A Bíblia descreve o líder hebreu como uma pessoa que passou por diversos problemas ao longo de sua vida, e o próprio Moisés aparentava ser alguém impaciente (Êxodo 17:5 e 6 e Números 20:8 a 11) e descrevia-se como uma pessoa com pouca afeição pelo debate: “Então disse Moisés ao Senhor: ‘Ah, meu Senhor! eu não sou homem eloquente, nem de ontem nem de anteontem, nem ainda desde que tens falado ao teu servo; porque sou pesado de boca e pesado de língua’. Êxodo 4:10”.
Êxodo: deuses e reis” foi dirigido pelo cineasta Ridley Scott e tem estreia prevista para o dia 12 de dezembro de 2014 nos EUA e Inglaterra. No Brasil, a estreia do filme acontecerá no dia 25 de dezembro, segundo informações da distribuidora Fox Film do Brasil.

“Graças a Deus, errei”, diz médium que sonhou com queda de avião na avenida Paulista

“Graças a Deus, errei”, diz médium que sonhou com queda de avião na avenida Paulista
Em 2005, o autodenominado “premonitor” Juscelino da Luz disse que uma aeronave da TAM cairia na avenida Paulista no dia 26 de novembro de 2014. A previsão, no entanto, não se concretizou e o médium disse estar aliviado e agradeceu a Deus.
“Graças a Deus, errei. Se eu errasse sempre, seria melhor”, afirmou Juscelino, em entrevista à Band.
A suposta premonição de Juscelino previa que o acidente aconteceria às 09h00 da manhã da última quarta-feira. O médium se diz “reconhecido pelo alto grau de acerto de suas previsões”, mas ponderou que o fato de revelar a premonição de um acidente permitiu à companhia aérea que tomasse providências.
“Não acho que tenha errado. Para mim, foi um acerto. A companhia trocou até o número do voo, trocou a aeronave. Sinal que acreditaram em mim”, argumentou.
De acordo com informações do jornal Opção, a TAM disse que a mudança do prefixo do voo entre São Paulo e Brasília se deu por questões operacionais.
Juscelino afirmou que no sonho que viu a queda, uma das turbinas do avião entrava em pane: “Veio tudo detalhado, assim, como se estivessem falando para nós. Foi uma espécie de sonho, uma viagem astral. Foi como se eu entrasse dentro de um túnel, em um sono profundo, e aí eu participasse do evento”, disse ao Terra.
O médium disse que um funcionário da TAM entrou em contato com ele e revelou que a companhia aérea havia trocado a aeronave que faria o voo naquele dia. A assessoria de imprensa da empresa não informou se realmente aconteceu a troca do avião e, muito menos se havia razões para efetuar a mudança.

Vídeo do batismo do segundo homem mais alto do mundo se torna viral nas redes sociais; Assista

Vídeo do batismo do segundo homem mais alto do mundo se torna viral nas redes sociais; Assista
O batismo de um homem que é considerado o segundo mais alto do mundo se tornou viral nas redes sociais. A cerimônia, realizada no rio Utcubamba, no Peru, atraiu milhares de curiosos, que assistiram e filmaram o momento.
Margarito Machacuay Valera tem 2,36 metros e foi batizado no dia 27 de setembro de 2008 em Bagua Grande, no departamento (estado) do Amazonas, próximo à fronteira com o Brasil, no encerramento do programa evangelístico Impacto Esperanza, realizado pela Igreja Adventista Missão do Norte.
No entanto, o vídeo do batismo de Margarito se tornou viral nas redes sociais somente agora, seis anos depois.
À época do batismo, a esposa de Margarito, Olga Ramos de Machahuay, disse que estava feliz com a decisão tomada pela sua família de entregar a vida a Deus. “Eu me sinto muito animada com isso. Eu não tenho palavras para descrever o que sinto, tudo graças a Deus porque Ele é esperança de vida”, disse.
O “segundo homem mais alto” também expressou satisfação com a decisão tomada: “Eu estou feliz, sinto uma grande paz na vida, porque hoje eu vou começar uma nova vida. Agradeço a Deus”,
Ele e sua família frequentam a Igreja das Oliveiras, na mesma cidade onde foram batizados pelos pastores Walter Dávila e Edson Guerrero.
No vídeo abaixo, publicado em abril de 2012 por um canal do YouTube ligado à Igreja Adventista do Sétimo Dia, é possível notar a grande expectativa das pessoas que presenciaram o momento do batismo. Confira:

quinta-feira, 27 de novembro de 2014

OAB quer proibir sacrifícios de animais em rituais religiosos

OAB quer proibir sacrifícios de animais em rituais religiososOAB quer proibir sacrifícios de animais em rituais religiosos
A Comissão de Proteção e Defesa dos Animais da Ordem dos Advogados do Brasil do Rio de Janeiro (AOB-RJ), presidida por Reynaldo Velloso, quer proibir os rituais religiosos com sacrifícios de animais.
A decisão foi anunciada durante a  XXII Conferência Nacional dos Advogados no Rio de Janeiro quando Velloso comentou sobre o assunto, gerando muitas críticas de representantes do candomblé que afirmam que tentar impedir os sacrifícios é perseguição religiosa.
“Os animais têm que ser defendidos, mas as pessoas têm que entender os limites da nossa tradição da sacralização do alimento”, disse o babalorixá Ivanir dos Santos que é presidente da Comissão de Combate à Intolerância Religiosa também do Rio de Janeiro.
Mas para quem alega se tratar de uma tradição, Velloso tem uma resposta ríspida: “Tradição tem que ser na África, não no Brasil”. Sua fala gerou muitas críticas e apesar de ele não ter ligação nenhuma com os evangélicos, ele foi chamado de oportunista e de estar em concordância com eles.
“Isso é perseguição de grupos evangélicos, e ele está querendo usar isso como forma de se notabilizar”,  disse Santos que é totalmente contra a proibição dos sacrifícios de animais.
Mas para o presidente da Comissão de Proteção e Defesa dos Animais da OAB a matança dos animais precisa parar. “Só o candomblé e mais religiões de poucos adeptos cometem essa prática. Tem que prevalecer a vontade da maioria. Onde já se viu matar um ser indefeso para uma entidade evoluir? Isso só existe na cabeça das pessoas”, disse.
Para o advogado a religião deve ser limitada pela lei que já proíbe os maus tratos aos animais. “A religiosidade tem que se submeter a todas as regras da vida. Você não tem direito de matar um marginal se ele invadir sua casa.”
Quem concorda com Velloso é a veterinária Andrea Lambert, da Associação Nacional de Implementação dos Direitos dos Animais que pede para que a prática seja combatida e proibida.
“O animal é morto por pessoas que não conhecem a técnica correta para fazer um abate humanitário. Liberdade religiosa não é praticar um crime. Se fosse assim, poderiam matar até um ser humano com esse mesmo argumento”, argumentou ela para o jornal O Dia.

Pessoas já estão recebendo implantes de chips em vários países

Pessoas já estão recebendo implantes de chips em vários paísesPessoas já estão recebendo implantes de chips
O implante de chips em seres humanos já é uma realidade. Esta semana, uma pesquisa realizada pela empresa de tecnologia Cisco Systems mostrou que cerca de um quarto dos profissionais entre 18 e 50 anos seriam voluntários para receber um implante cerebral que lhes permitisse unir instantaneamente seus pensamentos com a Internet.
Entre outras conclusões, o relatório revela que até 2020, a maioria dos profissionais acredita que os smartphones e os “wearables” (computadores vestíveis) serão os dispositivos mais importantes na força de trabalho.
Na verdade, a tecnologia já existe e está sendo testada em diferentes países. Em setembro, um grupo de australianos inseriu microchips sob a pele para poderem controlar dispositivos eletrônicos apenas com um movimento.
Ben Slater, diretor de publicidade para a Apple na Austrália, tornou-se famoso por demonstrar como os smartphones interagem com quem já usa um chip com a tecnologia RFID (Identificação por Radio- Frequência). Do tamanho de um grão de arroz, o implante subcutâneo permite que o usuário possa abrir portas, ligar e desligar luzes e uma série de outras coisas apenas com gestos, sem precisar tocar nas coisas.
O celular identifica o movimento e se “comunica” com os objetos, numa simbiose que até recentemente só era possível se ver em algum filme de ficção. Sua ação foi uma maneira de promover o lançamento do IPhone 6 na Austrália e mostrar de que maneiras o telefone se comunica com os chips.
Além de Slater e outros australianos, a tecnologia também ganhou adeptos na Suécia. Durante a conferência SIME 2014, realizada este mês em Estocolmo, voluntários suecos implantaram chips similares, que permitem a interação com aparelhos eletrônicos.
Emilott Lantz, 25, é parte de um grupo de cerca de 100 pessoas que vivem com um microchip de tecnologia RFID. Durante a SIME, onde foi debatido e apresentado os mais recentes avanços na área de tecnologia, todos os participantes interessados receberam o implante do microchip de graça. Trata-se do mesmo tipo comumente usado para rastrear animais de estimação.
O diferencial é que eles estão programados para servirem aos seres humanos como substitutos de chaves e senhas. Para Lantz, além da curiosidade, esse foi o principal motivador. Agora, ela não precisará carregar tantas chaves como de costume.
“A tecnologia não é nova, mas o assunto torna-se sensível apenas porque é no corpo humano”, disse ela. “Eu não me sinto como se isso fosse o futuro – este é o presente. Para mim, é estranho que não vimos isso ser usado antes”, conclui.
Nos Estados Unidos, um homem chamado Robert Nelson inseriu chips com a tecnologia NFC, a qual permite a troca de dados por aproximação, nas duas mãos. Uma reportagem do site ‘Ubergizmo’, mostra que Nelson já conseguiu simular pagamentos, pois é a mesma tecnologia usada no pagamento por smartphones.
De acordo com RT News esse mesmo tipo de chip NFC foi implantado por um grupo de holandeses. Eles fazem parte de um experimento comandado pelo empresário Martijn Wismeijer. Através de estruturas de vidro “biocompatíveis”, ele conseguiu implantar dois chips nas mãos que são capazes de armazenar e realizar transações com a moeda virtual “bitcoin”. Ou seja, ele literalmente não precisa mais de dinheiro ou cartões de crédito para fazer compras.
Co-fundador da empresa MrBitcoin, que é especializada em negociações com moedas virtuais, ele explica que os chips se comunicam com qualquer smartphone que rode o sistema Android. “O terminal de pagamento continua sendo o telefone, mas é possível transferir bitcoins a partir dos chips”, explica.
Em vários países desenvolvidos, os benefícios de se usar chips (com fins medicinais ou não) são bastante debatidos entre os adeptos do trans-humanismo, também chamado de Humanidade +.
Esse movimento filosófico deseja explorar as inovações da ciência e tecnologia e sua relação com a humanidade. Seu objetivo é fazer a humanidade vencer as barreiras do organismo e prolongar a vida indefinidamente. O assunto foi tratado de maneiras diferentes em dois filmes lançados este ano: “Lucy”, estrelado por Scarlett Johansson, e “Transcendence – A Revolução”, com Johnny Depp. Com informações de Daily Mail e The Local

quarta-feira, 26 de novembro de 2014

Os segredos do tetra do Cruzeiro,Fé em Deus e muita oração

Fé em Deus e muita oração são os segredos do tetra do Cruzeiro, revelam bastidores
A referência a Deus na conquista do quarto título nacional do Cruzeiro, no último domingo, é a expressão pública de uma rotina de bastidores movida a oração e amizade entre os atletas, tocada pelas esposas e namoradas de todos os jogadores do elenco.
A revelação desse incomum acordo num time de futebol foi feita por Sandra Maciel, esposa do goleiro e capitão Fábio, em entrevista à ESPN. Segundo ela, a rotina de oração com as companheiras dos jogadores surgiu em 2013, durante uma disputa eliminatória.
“Começou depois da Copa do Brasil, quando fomos eliminados lá no Rio, para o Flamengo, no finalzinho, e as esposas viram os maridos muito tristes e resolveram se unir. A gente se encontrou e se perguntou o que podíamos fazer por eles. ‘Vamos orar’. A gente começou a se reunir toda semana, temos um grupo com todas as esposas. Oramos pela vida deles, fortalecendo o físico, o emocional, livrando de lesões”, disse Sandra.
A esposa de Fábio, que também é evangélico, revela que a dedicação das esposas à oração é equivalente à dos jogadores em campo. “Não paramos nunca com isso, nem no fim do ano passado. Oramos por contratações também. As esposas se reúnem e eles também têm o grupo deles de oração. A gente tem o ‘Relógio da Oração’, quando cada esposa tem sua hora para orar. A gente vira 24 horas orando, na véspera do jogo. E não é para a vitória, é para acrescentar o que Deus tiver que acrescentar”, ponderou.
A ideia para o “Relógio da Oração” partiu da esposa do lateral direito Ceará, que é pastor e um dos líderes espirituais do elenco. A proposta é que, durante as 24 horas do dia, em nenhum minuto a oração cesse, e essa meta é distribuída entre as 32 esposas/namoradas dos atletas.
“Na véspera de jogo a gente começa 24 horas antes a orar. A gente se divide para não passar nenhum momento do dia sem orar. Cada uma fica meia hora, por exemplo. Tem de acordar de madrugada e orar”, revelou Sandra. Desde a derrota para o Flamengo no Rio em 2013, o Cruzeiro jogou outras 95 partidas, o que significa 2880 horas de intercessão.
O bandeirão que chamou a atenção por glorificar a Deus pela conquista foi ideia de Sandra, e concretizado por todas as esposas de jogadores. O rateio para a confecção do bandeirão foi feito entre todos os jogadores, sem exceção.
“Nós tivemos uma reunião neste ano e eu tive a visão de um bandeirão. Levei isso a sério e colocamos para os atletas e eles gostaram. Todos eles. Não ficou nem um fora. Isso é muito lindo. É muito unido. Não tem quem fique fora. E não é religião, é essência de vida. A gente agradece por tudo que Deus faz. A gente fez a camisa igual a do bandeirão e outra também, se ganhasse ou perdesse, não importaria. É uma fé muito grande, uma conexão enorme. O que Deus tem feito no Cruzeiro não se explica. Para a gente trazer o bandeirão aqui hoje foi muito difícil. Todo mundo junto. A diretoria do Cruzeiro, a Minas Arena, todo mundo. Foi difícil”, contou a esposa de Fábio.
O último estágio para colocar a ideia em prática era contar com a colaboração dos torcedores, e para isso, foi necessário entrar em contato com a torcida organizado do clube celeste.
“A gente precisava da torcida para abrir o bandeirão. E eu falei com o menino da Máfia Azul, o Quick [presidente da torcida], que os meninos queriam muito essa bandeira. E ele topou na mesma hora. E durante o processo, as orações também eram assim. E aí combinaram o seguinte com os jogadores: para levantar na hora de entrar, na hora que sair gol e no final, se campeão. Choveu muito, escorreu muita tinta. Mas deu certo. As esposas se uniram muito hoje”, explicou Sandra.
De última hora, a ideia enfrentou outro obstáculo: como havia uma mensagem de fé, o processo de liberação do bandeirão enfrentou muita burocracia. “Foi muito difícil. Chegou uma hora que falaram que não ia dar certo porque tinha mensagem religiosa. E a gente começou a orar para dar certo. Foi a hora que o Cruzeiro tomou a frente para fazer acontecer. A gente precisa agradecer. O Cruzeiro teve de mandar um ofício para a Minas Arena. Valeu muito a pena. A gente faria isso de qualquer jeito hoje, não importaria se a gente perdesse”, finalizou.

terça-feira, 25 de novembro de 2014

“Culto de Milagres” em estádio termina em tumulto e 11 pessoas morrem pisoteadas

“Culto de Milagres” em estádio termina em tumulto e 11 pessoas morrem pisoteadas
Um evento chamado “Culto de Milagres”, organizado por uma igreja neopentecostal de Zimbábue em um estádio, terminou com a morte de 11 pessoas após um tumulto generalizado.
A tragédia aconteceu na última sexta-feira, 21 de novembro, quando milhares de pessoas tentaram deixar o estádio pela mesma porta de saída. De acordo com a Polícia local, mais de 30 mil pessoas compareceram à reunião.
O estádio, localizado a 130 Km a oeste de Harare, capital do país, havia sido reservado para uma pregação do pastor Walter Magaya, conhecido no país por atrair multidões.
De acordo com o comissário Shadreck Mubaiwa, o tumulto começou quando o pastor encerrou o culto de milagres, e parte dos presentes resolveu sair às pressas do local, por uma única saída.
No tumulto, quatro pessoas que foram pisoteadas foram declaradas mortas no próprio estádio, enquanto outras sete foram socorridas a um hospital próximo e não resistiram aos ferimentos.
“A policia tentou resgatar as pessoas, mas se viram impedidas pela grande multidão. É uma pena que as pessoas queriam sair correndo, o que tornou difícil de conter a situação“, disse Mubaiwa à agência de notícias Reuters.
No entanto, alguns dos fiéis que compareceram ao “Culto de Milagres” acusaram a Polícia de obstruir a maioria das saídas do estádio, e de usar gás lacrimogêneo para impedir a saída descontrolada das pessoas. A Polícia nega as acusações.

Pastor Magaya

De acordo com a BBC, Walter Magaya é um líder religioso que baseia seu ministério na promessa de curas a partir de orações milagrosas.
Magaya se diz discípulo do popular e polêmico pastor TB Joshua, e se tornou conhecido há dois anos, após evangelizar uma famosa dançarina stripper de Zimbábue, conhecida como Beverly Sibanda.

Ataque de extremistas muçulmanos do Al-Shabab no Quênia termina com a morte de 28 cristãos

Ataque de extremistas muçulmanos do Al-Shabab no Quênia termina com a morte de 28 cristãos
Militantes do grupo extremista islâmico Al-Shabab assassinaram 28 pessoas em um ônibus no Quênia. Todas as vítimas eram cristãos que viajavam com destino a Nairóbi, capital do país.
De acordo com as autoridades locais, o ônibus foi parado na região de Mandera, próximo à fronteira com a Somália, e os extremistas muçulmanos mataram, com um tiro na cabeça, todos que não conseguiram recitar preces do alcorão, o livro sagrado do islamismo.
A Cruz Vermelha informou que o ônibus transportava 60 passageiros, e dos 28 que foram mortos, 19 eram homens e nove, mulheres. A BBC informou que um assessor do presidente do Quênia considerou o ataque ao ônibus um “crime atroz”.
Abdikadir Mohammed disse que o ataque tinha a intenção de dar início a uma guerra religiosa no país, e pediu que os cidadãos de todas as religiões se unissem contra a proposta de barbárie dos extremistas.
“O objetivo foi criar um conflito entre os muçulmanos e os não-muçulmanos nesse país. O objetivo é criar uma guerra religiosa no Quênia”, disse o assessor do presidente do Quênia. “Mas muitos nos líderes muçulmanos vieram aqui hoje [sábado] e nós condenamos nos mais fortes termos esse crime atroz. E pedimos para que os quenianos de todas as crenças e religiões para se manterem unidos contra esses criminosos”, acrescentou. A Polícia da região afirmou que está trabalhando para identificar os criminosos e eles serão presos e julgados.
Um dos sobreviventes do atentado, Ahmed Mahat, disse que o motorista do ônibus tentou acelerar para fugir dos extremistas, porém o veículo ficou atolado na lama da estrada. O Al-Shabab é um grupo extremista da Somália, que tem ligações com a rede Al Qaeda, e vem realizando uma série de ataques contra cristãos no Quênia desde 2011

segunda-feira, 24 de novembro de 2014

Cruzeiro é tetra: jogadores e torcida exaltam a Deus com camisas e faixas no Mineirão

Cruzeiro é tetra: jogadores e torcida exaltam a Deus com camisas e faixas no Mineirão
O Cruzeiro Esporte Clube conquistou no último domingo, 23 de novembro, o segundo título seguido do Campeonato Brasileiro ao vencer o Goiás por 2 x 1 no Mineirão. Com a vitória, o clube marcou 76 pontos e já não pode mais ser alcançado pelo São Paulo, segundo colocado na tabela, com 69 pontos.
Ao final da partida que garantiu o título ao Cruzeiro, jogadores do time usaram uma camisa com os dizeres “A Deus Toda Glória”, e um bandeirão com a mesma frase foi estendido pela torcida nas arquibancadas do estádio.
Nas entrevistas coletivas, diversos jogadores fizeram menção a Deus agradecendo pelo objetivo alcançado. O Cruzeiro é um dos clubes que conta com um grande número de atletas evangélicos em seu elenco, incluindo o capitão, Fábio.
“O troféu é nosso e podemos comemorar. Nação azul comemora, Deus é bom. Desde a sexta rodada lutando contra tudo e contra todos. Deus abençoou, capacitou todos os jogadores que se empenharam até o final”, declarou o goleiro.
O armador Everton Ribeiro, considerado o destaque do time nesse campeonato, também agradeceu a Deus: “Mérito de todo mundo, que correu, se empenhou e trabalhou firme para tentar conquistar este título, e graças a Deus conseguimos com um jogo dentro de casa. Com a vaidade longe estamos conquistando tudo que estamos buscando, e está todo mundo de parabéns. Trabalhamos muito para realizar tudo isso e dar alegria para a torcida”, pontuou, segundo o Yahoo!.
O atacante Dagoberto, que é evangélico, não vinha sendo titular na reta final do campeonato, mas relembrou conquistas pessoais anteriores, quando foi campeão brasileiro pelo Atlético-PR e São Paulo.
“É o quinto [título brasileiro como jogador]. Muito feliz. Muito gostoso, único. Acho que é um momento maravilhoso e temos que agradecer muito a Deus por estar se realizando. É um objetivo que nós tínhamos traçado lá em janeiro. Então, é comemorar. Temos que comemorar muito. Acho que conquistar, muitos conquistam um título, mas manter, conquistar o bicampeonato, da forma que é o campeonato [brasileiro], é difícil […] Acho que essa valorização que a torcida mostrou comigo, com todo mundo, eu agradeço muito, porque muitas vezes você não vai estar atuando dentro de campo da maneira que você deseja. Mas eu respeito muito a opção do treinador […] Sou um felizardo por ter Deus na minha vida. Agradeço muito a ele, uma família abençoada [que tenho]”, comentou o atacante.
O lateral direito Ceará também fez referências a Deus e ao esforço e boa vontade do grupo de atletas como fatores importantes para a conquista: “Nós temos fé, nós cremos e nós temos transmitido isso para os torcedores, para os telespectadores, para os admiradores do futebol, que é a nossa fé está em Deus. Nós cremos e trabalhamos. Não dá só para crer e ficar sentado no sofá ou entrar em campo e andar. Tem que crer e tem que fazer sua parte. E essa sintonia entre fé e trabalho tem nos concedido título e ficado na história de cada atleta e na história do clube também. Quatro títulos brasileiros na história do clube. Dois títulos pra esse grupo, desde de 2013. Nós comemoramos, celebramos e agradecemos a Deus, acima de tudo. É uma conquista coletiva e sem a família não somos nada”, pontuou.

Bandeirão

a deus toda gloria - faixa torcida cruzeiro
A enorme bandeira estendida pela torcida do Cruzeiro ao final do jogo foi ideia das esposas dos jogadores, que frequentemente se encontram para reforçar a amizade no elenco. Essas reuniões são aproveitadas com momentos de oração, conversas e estreitamento de amizades.
“A reunião de familiares fez com que surgisse a ideia. O bandeirão foi idealizado pelas esposas. Os jogadores sempre combinam os encontros quando há jogos em casa. As mulheres se reúnem mais vezes, depende dos números de jogos na semana. Não é uma rotina. Esses encontros são para fortalecer”, disse o zagueiro Léo ao site Superesportes.
A esposa do goleiro Fábio, Sandra, foi uma das líderes para a criação do bandeirão e das camisas: “Nós, esposas dos jogadores, nos encontramos duas vezes por semana. Em um desses encontros, tive uma visão desse bandeirão. Deu trabalho, mas ficou lindo”, comemorou.
Em 2013, quando o Cruzeiro conquistou seu terceiro título de campeonatos brasileiros, a comemoração entre os atletas foi semelhante à deste ano, com diversos atletas fazendo referências a Deus em agradecimento pela vitória.

Padre e seu amante são presos com quase 200 quilos de maconha dentro de igreja

Padre e seu amante são presos com quase 200 quilos de maconha dentro de igreja
Na última quinta feira a polícia da cidade de Cabo de Santo Agostinho, na Grande Recife, prendeu o padre Mário Roberto Gomes por tráfico de drogas. Segundo informações da polícia de Pernambuco, foram encontrados 170 quilos de maconha e um revólver calibre 38 dentro da paróquia pela qual o religioso é responsável.
De acordo com a Folha-PE, além do padre Mário Roberto Gomes de Arruda, da Igreja Apostólica Católica Brasileira, foram presos também uma mulher e um homem por suspeita de envolvimento no crime. As informações divulgadas são de que o homem teria um envolvimento amoroso com o padre.
A prisão do padre foi realizada no bairro de Pontezinha, onde a paróquia que era cuidada por ele está localizada. O religioso e seu suposto amante foram encaminhados pelos policiais do Departamento de Repressão ao Narcotráfico (Denarc) ao Centro de Observação e Triagem Professor Everardo Luna (Cotel).
A mulher que foi presa junto com o religioso e seu amante foi encaminhada pelo Denarc à Colônia Penal Feminina, localizada no bairro Engenho do Meio, na Zona Oeste do Recife.
Eles estão agora à disposição da Justiça, e devem responder pelos crimes de tráfico de drogas e porte ilegal de armas.
Em nota oficial sobre o caso, a assessoria de comunicação da Arquidiocese de Olinda e Recife informou, por meio de nota, que o padre havia sido ordenado Arquidiocese de Juiz de Fora, em Minas Gerais, mas não fazia mais parte da Igreja Católica.
– Esclareço que o citado senhor Mário Roberto Gomes de Arruda foi ordenado padre, na Arquidiocese de Juiz de Fora (MG). Submetido a um processo canônico, que culminou com a perda definitiva e irrevogável do estado clerical, imposta pelo Papa Bento XVI, ele não pode exercer, válida e licitamente, nenhuma função religiosa, na Igreja Católica Apostólica Romana, que não o reconhece mais como padre. Ademais, ele não tem nenhuma vinculação com a Arquidiocese de Olinda e Recife, embora esteja residindo no seu território, por razões pessoais – informou a nota.

sábado, 22 de novembro de 2014

Governo do Quênia reage a escândalos de charlatanismo e proíbe registro de novas igrejas

Governo do Quênia reage a escândalos de charlatanismo e proíbe registro de novas igrejas
O procurador-geral do Quênia instituiu a proibição do registro de novas igrejas no país depois que eclodiu o escândalo protagonizado pelo pastor neopentecostal Victor Kanyari, acusado de charlatanismo.
De acordo com a revista Christianity Today, o governo queniano quer impor regras mais severas para evitar a proliferação de falsos sacerdotes que fingem milagres para atrair fiéis.
“Apelamos a todos os cristãos para nos apoiar e ficar com a gente”, disse o bispo Mark Kariuki, presidente da Aliança Evangélica do Quênia. “Quando se trata de questões de fé, as pessoas estão dispostas a morrer pela fé e vamos ficar firmes com a igreja”, comentou o líder cristão.
O escândalo veio à tona através da investigação feita pela emissora KTN, que veiculou um documentário chamado “Predadores da Oração”, onde o pastor Victor Kanyari é apontado como falsário que forja milagres e testemunhos.
O televangelista supostamente teria enriquecido a partir da prática do charlatanismo, que atraiu um grande número de seguidores.
“Um tomate podre não significa que todos os tomates estão podres. Se eles nos proibirem, teremos um problema”, protestou o bispo Kariuki ao jornal local Daily Nation.
Logo após a veiculação da reportagem investigativa, um grupo de ateus pediu às autoridades que investigassem o pastor Kanyari e o levasse a julgamento por supostamente se aproveitar da simplicidade dos fiéis: “Os ateus no Quênia gostariam que o governo do país prendesse rapidamente Victor Kanyari por tirar vantagem dos crentes quenianos e, eventualmente, extorquir dinheiro deles em nome de Deus. O que o pastor Kanyari vem fazendo é fraude, e é inaceitável”, disse Harrison Mumia, presidente da associação Ateus no Quênia em um comunicado.
A associação Ateus no Quênia se descreve como um grupo de pessoas que não creem em nenhuma forma de religião e tem como missão desafiar e confrontar a fé religiosa. Assista no vídeo abaixo o documentário “Prayers Predators” (em inglês), que mostra cenas de cultos promovidos pelas denominações neopentecostais no Quênia e acusa o pastor Victor Kanyari de charlatanismo:

sexta-feira, 21 de novembro de 2014

Esqueletos gigantes encontrados que seriam mencionados na Bíblia

Esqueletos gigantes encontrados que seriam mencionados na Bíblia
Arqueólogos encontraramesqueletos de seres humanos gigantes que medem mais de dois metros de altura. O livro de  Gênesis 6: 4  também menciona a existência de gigantes na terra . O túmulo foi descoberto por arqueólogos russosno Cáucaso do Norte, em um lugar que parece ser um jazigo da família . Foram encontrados os esqueletos de dois homens e duas mulheres de 2,10 metros de altura, como os exames foram enterrados cerca de 4.500 anos atrás, como publicado pelo History Channel. A descoberta foi realmentesurpreendente , uma vez que os cientistas estavam trabalhando no área para dar uma licença para uma linha de energia, e acredita que todos os enterros já havia sido saqueada. Os pesquisadores descobriram que os ossos tinham sido "polvilhado generosamente ocre" aparentemente por um ritual cultural que descreve o ser humano nascido no sangue, de modo a deixar o mundo deve ser " rotulado ". vermelho Até agora o único achado adicional poderia indicar o tipo de vida muito longa delas foi uma cabeça de cavalo, encontrado perto do cofre; é claro, continuar a escavação para desvendar a misteriosa natureza.  Através do estudo dos ossos , os pesquisadores esperam que saber a hora exata de sua morte, como a família estava, o tipo de trabalho a ter lugar, se eles estavam doentes à morte, se tivessem fraturas, e se passou a maior parte de sua vida em uma sela ou em pé. AcontecerCristiano.Net

quinta-feira, 20 de novembro de 2014

Professores evangélicos são entrave a ensino de cultura afro, diz pesquisadora

Professores evangélicos são entrave a ensino de cultura afro, diz pesquisadoraEvangélicos são entrave a ensino de cultura afro
O ensino sobre religião afro nas escolas de ensino primário e médio no Brasil parece fazer parte de uma tendência crescente. O artigo 33 da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB), determina que o estudo religioso nas escolas públicas seja parte integrante da formação básica do cidadão, podendo ser disciplina regular nos horários normais do ensino fundamental.
Em 2003, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, assinou a Lei nº 10.639 que alterava a LDB, introduzindo a obrigatoriedade de se ensinar “História e Cultura Afro-brasileira” no ensino básico público e privado.
Segundo a pesquisadora Ana Célia da Silva, da Universidade Federal da Bahia (UFBA), “O desafio maior hoje é a atuação das igrejas evangélicas através dos professores evangélicos que, em sua grande maioria, demonizam tudo em relação a história e cultura afro-brasileira. Porque a história e cultura afro-brasileira parte da religiosidade, da cultura, e eles acham que tudo é demônio”.
Ana Célia insiste: “professores recebem os livros do MEC e escondem da diretora para não levar para a sala quando tem uso do demônio, como eles chamam”. Em seu livro “A Representação Social do Negro no Livro Didático” (2011), a pesquisadora explicita como é quase impossível desassociar o ensino da cultura afro sem falar sobre seu sistema de crenças religiosas.
Em geral, o assunto é tratado nas classes na semana do dia 20 de novembro, oficialmente nomeado como “Dia da Consciência Negra”. Nesta data, inclusive, é feriado em diversas cidades do país. Diante disso ressurge o antigo debate sobre o que é, de fato, um Estado laico.
A pesquisadora acredita que esse “boicote” por parte de professores evangélicos só ocorre devido à maneira como a lei foi redigida. Por isso, está defendendo que se exija o ensino de história e cultura afro-brasileira nas universidades. Pois assim, professores sairiam formados com conhecimentos sobre o assunto.
“O grande defeito da lei é não abranger os cursos de formação. Isso foi intencional. Eles vetaram o artigo que tornava obrigatório que todo professor de licenciatura passasse por essa formação”, lamenta.
Com discurso semelhante, surgiu no Congresso a “Frente Parlamentar em Defesa das Comunidades de Terreiro”, que diz representar os adeptos de diferentes formas da Religião Afro-Brasileira. Ela parece ser um contraponto à “bancada evangélica”. Sua criação é de autoria dos deputados Érika Kokay (PT-DF), Janete Pietá (PT-SP), Valmir Assunção (PT-BA) e Amauri Teixeira (PT-BA). Com informações de Último Segundo