quarta-feira, 9 de abril de 2014

"Vai construir igreja assim no inferno, falou o Prefeito Eduardo Paes ao Pastor Silas Malafaia

Vai fazer igreja assim no inferno, diz Eduardo Paes a Silas MalafaiaVai fazer igreja assim no inferno, diz Eduardo Paes a Silas Malafaia
O pastor Silas Malafaia recebeu diversos políticos no culto de inauguração da nova sede da igreja Assembleia de Deus Vitória em Cristo (ADVEC). Entre eles o prefeito do Rio de Janeiro Eduardo Paes (PMDB) que teve a oportunidade de falar diante dos milhares de fiéis que participaram do culto no último sábado (5).
Ao tentar elogiar o templo, que tem capacidade de receber 6 mil fiéis e ficou pronto em apenas 19 meses, o prefeito se confundiu e disse: “Vai fazer igreja assim no inferno”.
A gafe chegou a ser noticiada pelo jornalista Lauro Jardim, da Veja, que considerou a palavra “inferno” nada adequada para falar diante de evangélicos.
Apesar da frase, Eduardo Paes conseguiu conquistar os fiéis ao anunciar a inauguração de uma estação de ônibus BRT do bairro da Penha com o nome ‘Pastor José Santos’, antigo pastor presidente da ADVEC, quando ela ainda se chamava Assembleia de Deus da Penha.
“A Assembleia de Deus da Penha, hoje Assembleia de Deus Vitória em Cristo, foi uma igreja que sempre colaborou com o progresso dessa comunidade e semeou paz diante da força do mal do poder paralelo. Como reconhecimento desse trabalho social e de transformação na vida das pessoas, a prefeitura do Rio de Janeiro vai inaugurar a estação de ônibus BRT do bairro da Penha com o nome ‘Pastor José Santos’, em homenagem a esse homem que fez história nessa cidade”, divulgou o peemedebista.
Segundo o site Verdade Gospel, além do prefeito, Malafaia recebeu também os deputados federais Eduardo Cunha, Arolde de Oliveira, Felipe Pereira, Jair Bolsonaro; o senador Lidbergh Farias, o vereador Alexandre Isquierdo, o deputado estadual Samuel Malafaia e o governador do Rio Luiz Fernando Pezão.
Nova ADVEC
A inauguração da nova sede da ADVEC atraiu 8.000 pessoas ao bairro da Penha, zona norte do Rio, mas 2.000 tiveram que assistir ao culto do lado de fora, por conta do limite excedido.
Ao contrário do que foi divulgado, quem se apresentou no culto não foi o cantor Nani Azevedo, mas sim as cantoras Jozyanne e Eyshila que celebraram a Deus com canções de louvor e adoração.



Nenhum comentário:

Postar um comentário