sexta-feira, 29 de novembro de 2013

The Voice censura música com temática cristã e causa polêmica

The Voice censura música com temática cristã e causa polêmicaThe Voice censura música com temática cristã e causa polêmica
Durante o programa The Voice desta semana, a emissora NBC censurou a letra de uma das músicas apresentadas. A atitude irritou os fãs do programa que são cristãos e o debate se estendeu durante a semana nas redes sociais.
O antigo hino “Will The Circle Be Unbroken” foi entoado por um coral convidado e cantado pelos 8 dos atuais competidores do programa. É a semana do Dia de Ação de Graças, por isso a escolha de uma temática religiosa. Contudo, no lugar da palavra “Lord” [Senhor], o que se ouviu fui um “ooohhh”. Também foram editados os trechos que se referem a um “Salvador que morreu”.
Veja aqui como foi a apresentação:
A letra do hino diz
Há entes queridos na glória,
cujas imagens queridas muitas vezes você sente falta;
Quando você fechar a sua história terrena,
irá se juntar a eles em sua bem-aventurança?

Será que o círculo continuará ininterrupto
Aos poucos, Senhor, aos poucos?
Há uma casa melhor esperando
No céu, Senhor, no céu

Nos dias felizes da minha infância,
Sempre me falavam desse amor maravilhoso,
apontando para o Salvador que morreu
Agora eles estão com Ele lá em cima.

Um a um, os seus lugares foram esvaziados,
Um a um eles foram embora;
Aqui, o círculo foi quebrado
Estará completo de novo um dia?

Os cristãos fizeram uma série de reclamações e o assunto foi um dos mais comentados no Twitter nos EUA nesta quarta. O cantor country Blake Shelton, um dos jurados da competição, usou seu perfil no Twitter para afirmar que não entendeu a mudança e vai pedir explicação ao canal NBC.
O produtor-executivo do programa “The Voice”, Mark Burnett, que ficou conhecido por ter idealizado e produzido o seriado “A Bíblia”, também se manifestou. Ele, que é um cristão confesso, disse a repórteres que ficou surpreso ao perceber que a palavra “Senhor” havia sido removida. “Conheço bem essa música da igreja… Eu pensei que tinha ouvido mal… Na refrão seguinte a mesma coisa. Mas como era ao vivo, precisei esperar o próximo intervalo comercial. Sai correndo e perguntei o que tinha acontecido”, relatou.
Burnett tentou acalmar os ânimos explicando que durante os ensaios, ficou decidido que eles usariam a versão de domínio público da música, composta em 1907, que não incluía o termo “Senhor”. De fato, a palavra “Senhor” no refrão foi adicionada à canção em 1935 e tem sido cantada assim desde então. Mas ele não soube explicar por que “o Salvador que morreu” foi retirada da versão apresentada no programa.  Os fãs cristãos do programa esperam que no próximo episódio, na terça feira que vem, algum tipo de justificativa oficial seja dada. Com informações The Blaze.

Candidata a presidente promete “não fazer nada que vá contra o que a Bíblia ensina”

Candidata a presidente promete “não fazer nada que vá contra o que a Bíblia ensina”Candidata a presidente promete "não fazer nada que vá contra a Bíblia"
A candidata a presidência do Chile, Evelyn Matthei, da União Democrática Independente, ficou com cerca de 25% dos votos no primeiro turno. Dia 15 de dezembro os eleitores decidirão entre ela e Michele Bachelet, que tenta a reeleição e teve 46,8% no primeiro turno.
Contudo, na última semana ocorreu um fato que mudou a vida de Matthei e pode influenciar no restante de sua campanha. No sábado, 23, ele recebeu em sua casa um grupo de pastores evangélicos, que manifestaram seu apoio a ela. Conservadora, Matthei se opõe abertamente ao aborto e o casamento gay, questões defendidas por Bachelet, do grupo esquerdista Nova Maioria.
Mas a grande repercussão do encontro com os pastores foi o fato de Evelyn Matthei ter aceitado a Cristo como seu Senhor e Salvador. Um vídeo filmado por um desses pastores tem circulado na internet.
Muitas das declarações de Matthei nas últimas semanas mostram como isso a afetou. “Comprometo-me, em nosso futuro governo e se Deus quiser assim, a não fazer nada que vá contra o que a Bíblia diz: O casamento é entre um homem e uma mulher. A vida humana deve ser cuidada desde o momento da concepção até a morte natural. Não ao aborto, não à eutanásia”.
Uma das curiosidades da campanha de Matthei é que ela foi escolhida pelo partido de última hora, após a desistência de Pablo Longueira, que havia vencido as primárias. Enquanto muitos apostavam na reeleição da atual presidente no primeiro turno, o partido de Evelyn conseguiu vencer a desconfiança e ampliar o debate no segundo turno.
A candidata também passou a subir o tom das críticas a Michelle Bachelet, que pede a aprovação de diferentes leis que visam “tirar Deus da vida dos chilenos”. Defensora de uma nova Constituição para o país, a atual presidente do Chile repetidas vezes tem insistido que deseja um Estado totalmente laico e que pretende eliminar todas as referências, juramentos e símbolos religiosos dos órgãos do governo, incluindo as escolas públicas.
Mesmo assim, ela também procurou um encontro com representantes evangélicos, onde garantiu que não haverá perseguição religiosa, como tem sido divulgado. Mesmo assim, ela tem sido vaiada por manifestantes evangélicos em diversas ocasiões. Com informações de Acontecer Cristiano e Cooperativa.cl.

sexta-feira, 22 de novembro de 2013

Exposição vai mostrar nomes engraçados de igrejas

assembleia de deus
De acordo com o IBT (Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário) a cada duas horas uma nova igreja evangélica é criada no Brasil, o órgão diz que do dia 1º de janeiro ao dia 1º de setembro foram criadas mais de 2.830 denominações.
O dado se refere a novos ministérios e não extensões de grupos já existentes. Para registrar ministérios novos os pastores usam revelações e muita criatividade como vai mostrar a exposição “Sabe o nome da igreja?”.
Os curadores da mostra são o fotógrafo Adilson Santos e a jornalista e cineasta Luciana Mazza que fizeram um apanhado de nomes originais – e bem diferentes – que batizam igrejas em diversas partes do Brasil.
Entre os nomes curiosos os curadores adiantam os seguintes: Igreja Dekanthalabassi, Igreja A Serpente de Moisés Aquela Que Engoliu As Outras, Igreja Pentecostal Jesus Vem Você Fica, Igreja Evangélica Pentecostal A última Embarcação Para Cristo, Igreja Chave do Éden, Igreja Evangélica Batista Barranco Sagrado e Igreja Batista A Paz Do Senhor.
“A ideia é fazer uma homenagem com respeito e bom humor a expansão dos evangélicos, das igrejas e de seus pastores. Lembrar que é importante congregar, que é fundamental frequentar a casa do Pai Celestial, independente do nome que tenha”, dizem.
Muitos desses nomes revelam os dogmas da igreja ou até mesmo o público alvo como é o caso da Igreja Caverna do Rock, voltada para roqueiros. As revelações para a criação desses nomes são diversas, e em alguns casos a localidade das igrejas acabam complementando o nome, veja, a por exemplo, a Igreja Evangélica Deus Pentecostal da Profecia, de São Mateus (ES).
A exposição “Sabe o nome da igreja?” faz parte do 3º Salão Internacional Gospel que vai acontecer entre os dias 18 e 20 de setembro de 2014.
Lista de nomes engraçados
Uma lista de nomes engraçados de igrejas circula pela internet há anos, mostrando exatamente essa diversidade de ministérios e a criatividade dos pastores e líderes.
Veja alguns nomes que encontramos na rede:
Congregação Anti-blasfêmeas
Igreja Evangélica de Abominação à Vida Torta
Igreja Batista Incêndio de Bênçãos
Comunidade do Coração Reciclado
Igreja Aceita a Jesus
Igreja Pentecostal Jesus Nasceu em Belém
Igreja Automotiva do Fogo Sagrado
Igreja Batista A Paz do Senhor e Anti-Globo
Assembléia de Deus do Pai, do Filho e do Espírito Santo
Igreja Palma da Mão de Cristo
Igreja da Cruz Erguida para o Bem das Almas
Igreja Filho do Varão
Igreja Sinais e Prodígios
Igreja Evangélica Florzinha de Jesus
Ministério Eis-me Aqui
Igreja Jesus Está Voltando, Prepara-te
Igreja Evangélica Pentecostal Cuspe de Cristo
Assembléia de Deus Batista A Cobrinha de Moisés
Assembléia de Deus Fonte Santa em Biscoitão
Igreja Evangélica Muçulmana Javé é Pai
Igreja Abre-te-Sésamo
Igreja Evangélica dos Hinos Maravilhosos
Igreja Pentecostal Marilyn Monroe

Apóstolo Valdemiro Santiago amaldiçoa Pânico na Band: Assista

Irritado com piadas, apóstolo Valdemiro Santiago amaldiçoa Pânico na Band: “Deus vai pesar a mão”; Assista
O apóstolo Valdemiro Santiago resolveu reagir aos ataques que vem sofrendo do programa Pânico na Band e amaldiçoou os humoristas durante um culto.
Queixando-se da zombaria feita pelo Pânico, o líder da Igreja Mundial do Poder de Deus (IMPD) disparou contra os integrantes do programa.
O culto, que foi transmitido pela TV nos horários que a denominação ainda detém, tinha como alvo mostrar pessoas que teriam alcançado mudança de vida através da fé.
“Vocês aí do Pânico que ficam fazendo chacota, estão fazendo chacota de Deus. Deus vai pesar a mão em cima de vocês”, disse Santiago.
Chamando o Pânico de “imundície”, o líder da Mundial chegou a dizer que, ao contrário dos humoristas, ele não precisava usar o nome de terceiros para conseguir audiência: “Eu não preciso de vocês, eu uso minha fé. Vocês tem de me usar, usar meu nome, usar minha voz para ter audiência. A coisa vai ficar feia para vocês”, ameaçou, dizendo que “enquanto Deus não pesar a mão em vocês, vocês não vão aprender a respeitar a obra”.
Valdemiro Santiago, que recentemente perdeu horários por atrasos no pagamento na Band e Canal 21 para a Igreja Universal, também se queixou de uma piada feita pelo Pânico, que brincava dizendo que “se Deus é prosperidade, Valdemiro Santiago é o pedágio”, e chamou os humoristas de “marginais”, segundo informações da jornalista Keila Jimenez, da Folha de S. Paulo.
Assista:

quarta-feira, 20 de novembro de 2013

Missionários ampliam envio de balões com Bíblias à Coreia do Norte, onde o cristianismo é crime

Missionários ampliam envio de balões com Bíblias à Coreia do Norte, onde o cristianismo é crime
O cristianismo é considerado uma prática ilegal na Coreia do Norte, assim como a posse de uma Bíblia Sagrada. Mesmo assim, missionários tentam evangelizar cidadãos do país mais fechado do mundo e ajudar os irmãos da “igreja subterrânea”, como são chamados os cristãos locais.
A partir da fronteira da Coreia do Sul, o pastor Eric Foley – um sul-coreano radicado nos Estados Unidos desde 1984 – e sua esposa enviam balões com exemplares da Bíblia Sagrada para zonas rurais da Coreia do Norte, onde elas podem ser apanhadas com maior discrição.
O cuidado pode parecer exagerado, mas justifica-se pelo fato de que, se um cidadão for pego portando uma Bíblia, ele e três gerações de sua família são condenados à prisão.
“Eu fico animado, cada vez que vejo os balões decolarem. Eles são os fiéis mais perseguidos na Terra”, disse o pastor à Fox News, referindo-se aos irmãos da “igreja subterrânea”. Os balões usamtecnologia moderna para aumentar a eficiência da entrega. Timers são usados para liberar o gás hidrogênio em etapas, evitando assim que os balões caiam em áreas indesejadas, e aparelhos de GPS são usados para determinar a localização dos artefatos que carregam as bíblias.
“Estamos constantemente monitorando as condições de vento quando estamos lançando [os balões]. E mantemos a fronteira da Coreia do Norte sempre dentro da linha de visão”, explica o pastor.
Segundo Eric Foley, a distribuição de bíblias na Coreia do Norte conta com uma característica da população local para que o Evangelho se dissemine: “Os norte-coreanos respondem muito bem a história, porque todos são obrigados a memorizar cem histórias”, revelou o pastor, fazendo referência à imposição do regime de ditadura do país, que obriga o culto à dinastia Kim, família que governa o país.
Segundo a Missão Portas Abertas dos Estados Unidos, a estimativa é que existam aproximadamente 400 mil cristãos na Coreia do Norte, e que boa parte destes estejam trancafiados em campos de concentração, onde sofrem de fome e tortura, e são submetidos a trabalhos forçados, que em muitos casos, resulta em morte.

segunda-feira, 18 de novembro de 2013

Programa da Globo mostra beijo gay para crianças e gera polêmica

Programa da Globo mostra beijo gay para crianças e gera polêmicaPrograma da Globo mostra beijo gay para crianças e gera polêmica
Um dia antes de mostrar os vencedores do “Troféu Promessas”, o programa Encontro com Fátima Bernardes discutiu a diversidade sexual e fez um teste com crianças mostrando um vídeo com beijo gay.
A reação das crianças foi assistida pelos pais que depois conversaram com a apresentadora do programa, a jornalista Fátima Bernardes, sobre como tratam o assunto com seus filhos.
Algumas crianças disseram que foi “nojento” a cena de dois homens se beijando, outras arregalaram os olhos surpresas de verem algo do tipo em um vídeo. A experiência feita pela produção da Rede Globo gerou a crítica de diversos líderes evangélicos, entre eles o deputado Marco Feliciano que escreveu um artigo sobre o assunto.
O parlamentar evangélico disse que ficou chocado quando viu o programa e que entendeu o tema como uma iniciativa da emissora em promover a homossexualidade.
“A Globo já vem usando suas novelas para educar os telespectadores sobre a diversidade sexual. No caso em questão, o discurso é o mesmo, mas o tom é ainda mais pesado: usam imagens para deturpar o pensamento das crianças”, escreveu Feliciano em artigo publicado no Gospel Prime.
Enquanto muitos acham “moderna” a iniciativa da emissora, Feliciano, que é presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara, diz que o fato não passa de militância sindical pró-gay.
“Quais as consequências que a exposição de uma criança a este tipo de cena pode causar? Deve-se supor, a partir daí, que a intenção da emissora é que as crianças já se definam como héteros ou homo. É isso mesmo: essa gente toda, agora com o apoio da Rede Globo, está a dizer que uma criança deve ser exposta aos desvalores promovidos pela militância gay.”
Assista:

terça-feira, 12 de novembro de 2013

Eliana elogia Silvio Santos por vetar programas religiosos

Eliana afirma que “pela religião muitas guerras ainda acontecem no nosso País” e elogia Silvio Santos por vetar programas religiosos
A apresentadora Eliana, do SBT, concedeu uma entrevista exclusiva à Marcelo Tas no programa para internet “Tas Ao Vivo”, onde falou, entre outras coisas, sobre sua relação com a Record e a Igreja Universal e criticou a disputa por horários entre igrejas evangélicas.
Quando perguntada se em seu trabalho já havia sentido alguma interferência devido a força das igrejas na TV, Eliana se adiantou em elogiar a Rede Record, do Bispo Edir Macedo, onde foi apresentadora por 11 anos. “Eu nunca frequentei a igreja, nunca me impuseram absolutamente nada, nunca fui obrigada a frequentar ou participar. Sempre me respeitaram muito como profissional, até porque quando me convidaram eu já era uma apresentadora conhecida. Fui feliz”, ressaltou ela.
Em seguida Eliana criticou as igrejas cristãs afirmando que “elas têm muito dinheiro. Não só a igreja evangélica, mas igreja católica também. E elas tem muito poder, é sabido. Mas, infelizmente, pela religião muitas guerras ainda acontecem no nosso País. Por um lado, se é bom, por outro é um grande mal, infelizmente porque gera uma guerra, gera uma discussão. Muitas mortes já aconteceram, muitas atrocidades já aconteceram [como] na época da inquisição, no mundo inteiro acontece. Esse lado religioso e um pouco fanático um pouco me assusta.”
Após criticar, Eliana voltou à pergunta sobre a disputa entre igrejas evangélicas na tv e ressaltou que “assiste quem quer. Ir a igreja vai quem quer ou quem precisa. Não tenho uma opinião formada, mas acho desnecessário isso vir a público”, disse a loira. Ao final ela resumiu sua opinião afirmando que “a guerra de uma maneira geral me aflige um pouco e não acho necessário que isso não esteja exposto”, finalizou.
Eliana também lembrou que muitas emissoras brasileiras utilizam o dinheiro dado por igrejas evangélicas que locam horários nos canais para melhorar sua estrutura e aproveitou para elogiar o apresentador Silvio Santos, dono do SBT, que não permite isso.

Vídeo – Eliana fala a Marcelo Tas sobre igrejas na TV

jogador brasileiro Breno é batizado por pastor da Igreja Batista de Munique

Preso na Alemanha, jogador brasileiro Breno é batizado por pastor da Igreja Batista de Munique
O zagueiro brasileiro Breno, que está preso na Alemanha sob acusação de ter incendiado a própria residência foi batizado na última semana por um pastor da Igreja Batista de Munique. Breno, que antes cumpria pena em regime fechado, está agora em regime semi-aberto e volta aos poucos ao convívio social.
Durante o julgamento, em 2012, o caso de Breno chamou atenção devido a relatos de que o jogador estaria “possuído por satanás” ao atear fogo em sua casa. Desde sua prisão o jogador está sendo acompanhado pelo pastor Teodoro, da Igreja Batista de Munique, e se converteu ao evangelho recentemente.
- Nós estávamos muito felizes. Foi um dia de muita alegria. O pastor Teodoro começou acompanhar o Breno desde que ele foi preso – afirmou Renata Borges, esposa do jogador.
- Deus tem nos mantido fortes e firmes. Com certeza a nossa vida espiritual com Deus é nossa maior força – completou Renata.
Ex-jogador do São Paulo, em 2011 Breno foi considerado o principal suspeito de causar o incêndio que destruiu sua casa. Julgado em julho de 2012, o jogador foi condenado e enviado direto à prisão, onde cumpre pena.
Agora, de acordo com a mulher de Breno, os planos da família são de voltar para o Brasil logo que o jogador terminar de cumprir sua pena e for libertado. De acordo com o jornal Extra, ao voltar para o Brasil o jogador irá voltar a atuar pelo São Paulo, com quem já teria um acordo de trabalho.
- Assim que ele estiver livre, vamos embora no dia seguinte. Morar em outro país não é fácil e em uma situação como essa é muito difícil – disse Renata Borges.

sexta-feira, 8 de novembro de 2013

Motorista escolar foi demitido por fazer orações com aluno

Motorista de ônibus escolar é demitido por orar com alunosMotorista de ônibus escolar é demitido por orar com alunos
Um motorista de ônibus escolar do Minessota foi demitido na semana passada por fazer orações todas as manhãs com os alunos que transportava. George Nathaniel, 49, que também é pastor na região, estava em seu segundo ano como motorista de ônibus de uma empresa terceirizada.
Depois de receber denúncias de pais descontentes com as orações, a empresa mudou sua rota. Ele continuou com o novo grupo. A empresa lhe deu um ultimato, alegando que ele estava violando a liberdade de expressão das famílias que não eram cristãs ao usar o nome de Jesus.
Isso não mudou a opinião de Nathaniel:  ”Eu dizia que sou pastor e apenas os convidava a fazer a oração comigo”. No final de outubro veio o comunicado oficial que ele estava demitido da empresa de transporte escolar.
Desde 1962, a Suprema Corte dos EUA afirma ser inconstitucional as escolas públicas incentivarem ou conduzirem alunos em oração, isso inclui orações feitas em público por qualquer representante de uma escola.  A alegação de diversos grupos ateus ao denunciarem esse tipo de prática é que a Constituição afirma que Estado é laico e não pode defender uma religião apenas.
O pastor Nathaniel, no entanto, está contrariado. Alega que ele não estava fazendo nenhum mal às crianças. ”Não é correto demitirem um motorista por que ele ora pela segurança das crianças”, lamenta. Ele conta que a oração matinal era curta, com menos de 10 minutos. Ele esperava a última criança embarcar.
“Começamos então com uma música”, conta. ”Só oravam os que queriam orar. Se não desejavam, não eram obrigados. Depois, eu orava. Queria dar-lhes algo construtivo e positivo antes de chegarem na escola. ”
Responsável por duas pequenas igrejas batistas da região, ele vivia de seu salário como motorista. O caso teve ampla cobertura da mídia estadual. Muitos se manifestaram contrários a decisão da empresa, alegando perseguição religiosa. Contudo, a maioria dos pais diz estar satisfeita com o desfecho. Há muitas família muçulmanas na região.
Sanaa Hersi, cujo filho ia para a escola naquela rota, questiona “Isso iria confundir as crianças, porque nós os ensinamos a seguir o caminho o Islã”.  Nathaniel defende-se dizendo que muitas vezes conversava com os pais que esperavam o ônibus juntamente com os filhos.  “Eu contava que era pastor e que gostava de fazer orações no ônibus.  Os pais com quem eu falei estavam de acordo”, justifica.
Nathaniel conta que já trabalhou em outros estados como motorista de ônibus escolar e nunca teve problemas. “Se você tem alguma coisa boa, vai querer compartilhar com os outros. Os  cristãos devem ser capaz de mostrar que realmente são cristãos e não precisam se esconder”, finaliza. Com informações de The Blaze e Star Tribune.

quinta-feira, 7 de novembro de 2013

Mocinha de Amor à Vida se converte em igreja evangélica

gina
A prometida personagem evangélica “mocinha” na novela Amor à Vida finalmente surgiu na novela escrita por Walcyr Carrasco.
A “conversão” da personagem Gina a uma igreja evangélica foi ao ar no último sábado, 02 de novembro,motivada por uma frustração amorosa.
Proibida por sua mãe, Ordália (personagem interpretada pela atriz Eliane Giardini), de manter seu romance com Herbert (José Wilker), Gina foi a um culto acompanhada de Maristela (Vera Mancini) e demonstrou ter ficado interessada pelo ambiente.
Recebida com o hino “Firme nas Promessas” pelos fiéis da igreja, Gina teve um diálogo com opastor Efigênio (Gláucio Gomes) e acabou se convertendo em evangélica.
A promessa de uma personagem evangélica “mocinha” surgiu após críticas das fiéis telespectadoras da TV Globo às personagens caricatas que as novelas da emissora sempre apresentavam. Pedidos de pastores à direção da Globo por uma personagem “heroína” também motivaram a decisão de apresentar uma personagem condizente com o pedido.
A motivação de Gina para se tornar evangélica já havia sido adiantada por especialistas, que revelaram a intenção de Walcyr Carrasco em não quebrar a promessa de apresentar uma personagem que se converteria em evangélica.
Inicialmente essa personagem seria Valdirene, a periguete que, na busca por um marido rico, se frustraria e encontraria paz na fé cristã. Como a personagem fez enorme sucesso com o público, Carrasco e a Globo decidiram que seria bom manter o papel de Tatá Werneck como alívio cômico da trama.