quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

Vídeo: Mãe segura seu bebê e o tatua com 666





É isso mesmo: uma mãe segura uma criança chorando, enquanto força-o a fazer uma tatuagem.

De acordo com a notícia blog dominnicano Enlaesquinard, a criança estava sendo marcada com o número 666, a marca do Ministério Internacional Crescendo em Graça liderado pelo auto-proclamado Anticristo José Luis de Jesús Miranda.


Leia Mais em: http://www.genizahvirtual.com

terça-feira, 29 de janeiro de 2013

Quando o inesperado acontece - Tragédia em Santa Maria



Eclesiastes 7:2 "É melhor ir a uma casa onde há luto do que a uma casa em festa, pois a morte é o destino de todos; os vivos devem levar isso a sério!



                                                                                                                                            Wilma Rejane


Me sinto diminuida diante da morte, porque essa é a maior dor que existe sobre a face da terra. Uma dor que ceifa os vivos levando-os à sepultura e abate os que ficam pela angústia da saudade,  perda e absoluta impotência. A vida só existe porque também há morte, inversos que tragicamente se completam para dar continuidade a espécie humana. Como o dia, em que brilha o sol, devolvendo o azul claro do céu, tão somente porque também existe a noite. E alegria só se torna possível porque há tristeza. A vida, pode parecer óbvia, mas é indecifrável pela presença do inesperado. 


Quero aqui, traçar um paradigma sobre o significado da palavra tragédia e o ocorrido em Santa Maria. " tragoedia" tem origem grega e era aplicada a festas em que o canto, a música, era a principal atração. Porém, e de repente, surgia entre os cantores, um animal chamado bode. "tragos = bode e oedia =canto". Portanto, tragédia se caracterizou como uma grande e alegre festa, de final triste, porque o bode era sacrificado como forma de punição por devastar as videiras dos deuses festivos. Tragédia é tudo que se opõe a alegria. É o elemento inesperado que devasta o riso (simbolizado pelo vinho, videira) é o sacrificio da vida que se remove em angústia pela perda.

O que era motivo de festa para esses jovens de Santa Maria tornou-se em sacrifício. Um sacrificio, também e principalmente para os parentes dos mortos que um dia se alegraram pelo nascimento de seus filhos e quem sabe, jamais imaginaram, morrerem dessa forma. Quero dizer aos que lêm esse artigo que Deus também chora nesses momentos, assim como chorou pela morte de Seu filho Jesus. O sacrificio do filho de Deus, veio para perpetuar o riso aos que choram, porque através Dele nos foi devolvida a vida eterna, foi decretada a morte da morte. 



"Eu sou a ressurreição e a vida; quem crê em mim, ainda que esteja morto viverá" João 11:25


Essa é a esperança que temos e jamais se acabará. Triste é quando se vive e se morre sem conhecer essa Verdade e por isso também Deus chora. Assim como chorou no velório de Lazáro: "Jesus chorou" João 11:25. Chorou quando viu uma viúva carregando o caixão de um filho (Lucas 7) e por essa causa Deus é o que consola os enlutados. O que podemos fazer diante do inesperado? Somos tão limitados em assuntos de vida, quanto de morte. Quem sabe o silêncio fale mais alto nesses momentos, porque através dele poderemos ouvir Deus e o mais íntimo do nosso ser. É preciso considerar a casa do luto porque ela é o destino de todos os homens que se fazem fortes ou fracos pela forma como lidam com as tragédias.


Soube que muitos celulares tocaram no bolso de jovens já mortos, nas bolsas das meninas que já não podiam atender. Esse fato me fez pensar nas tantas vezes em que ligo para meus filhos e escuto um "oi mãe" do outro lado. Um abraço, um beijo, um alisar de cabelo, uma canção, coisas do dia a dia, que parecem simples,  ganham proporções gigantescas na hora da morte de quem se convive. E não se pode voltar no tempo, por isso hoje, é o melhor momento para se amar. Tem coisas  que parecem pequenas demais, mas se tornam grandes ao deixarem de existir.


 "O nosso socorro vem do Senhor que fez o céu e a terra" Salmo 121:2.


Minha oração é para que o consolo chegue a família dos enlutados. Que o amanhã venha com superação e renascimento. Sei que foram enterrados muitos sonhos em Santa Maria, mas tenho plena convicção de que a terra é pequena demais aos olhos de Deus e Ele grande o Suficiente para restaurar o que se perde. Tragédias acontecem em boates, também em igrejas. Tragédias acontecem  a cada instante em todos os lugares do mundo e uma hora somos espectadores, em outras protagonistas, é a vida, com seus inversos. Contudo, não se faz comum, nem diminuída a dor de cada um. Que o Espírito Santo de Deus console os enlutados.

segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

“Como escolher uma igreja?”: pastor afirma que escolha deve ser feita com “o foco em Deus”. Leia na íntegra


“Como escolher uma igreja?”: pastor afirma que escolha deve ser feita com “o foco em Deus”. Leia na íntegra
Sob o contexto do crescimento evangélico no Brasil e do surgimento das mais diversas linhas doutrinárias, o pastor Júlio Fonseca, da Igreja de Deus, em Goiás, publicou um artigo intitulado “Como escolher uma igreja evangélica para congregar?”.
Em seu artigo, Fonseca protesta contra os ditados que supostamente refletiriam a realidade de todos os evangélicos no Brasil, e afirma que é um erro achar que todos são iguais: “O Brasil é grande demais: O povo cristão convive a centenas de ministérios diferentes, que vão de pequenas a grandes diferenças. Então não tem como colocar todos num mesmo cesto e dizer eis aqui os evangélicos do Brasil”, pontua.
O pastor entende que é necessário cuidado para escolher uma congregação: “Não basta dizer que é evangélica. Você precisa saber sobre o estatuto da igreja. Algumas igrejas não deveriam ser consideradas evangélicas, pois no seu estatuto, diz que há um dono da igreja, ou seja, todo patrimônio de uma igreja na verdade é incorporado ao seu proprietário”.
O segundo ponto levantado por Fonseca refere-se à mensagem pregada pela igreja, que deve ser cristocêntrica: “O foco da Igreja deve ser Deus, e Jesus é o caminho. Igreja que prega bênçãos pessoais mais do que a graça de Deus, não tem fieis mais contribuintes”.
É necessário, segundo o pastor, observar se os líderes da denominação não estão buscando créditos de milagres que só podem ser operados por Deus: “Homem nenhum nasceu com poder ou privilégios especiais, mais Deus usa quem ele quer, quando ele quer, e da forma que ele escolher. Só ele é o autor do sobrenatural, e o vaso usado por ele deve fazer-se um servo e jamais cobrar qualquer coisa por uma graça”, define Júlio Fonseca.
A escolha por uma congregação deveria ser feita, de acordo com o pastor, a partir de critérios bem específicos: “O princípio da fé deve ser sempre utilizado para escolher uma igreja”, delimita Fonseca, que expõe seu critério pessoal: “Para mim a melhor igreja é aquela que você se identifica em relação a usos e costumes, consegue se expressar em seu meio, e que acredita no Pastor que dirige o trabalho evangelístico”.
Confira abaixo a íntegra do artigo “Como escolher uma igreja evangélica para congregar?”, do pastor Júlio Fonseca:
Há um crescimento significativo no número de fieis no meio evangélico, e esse aumento traz junto uma notoriedade nunca antes vista sobre os cristãos em nossos pais, “enquanto éramos uma maioria de católicos estava tudo na santa paz”. Mais com o despertar do protestantismo, surge uma gama enorme de problemas no meio evangélico.
Não é de hoje que temos que lidar com a acusação de que “pastor só está interessado no dinheiro dos fiéis”. “Esses crentes fazem lavagem cerebral no povo”. “A teologia da prosperidade é a nova onda de evangelismo”. Em 1º lugar eu devo dizer que não se deve julgar todo o povo evangélico por causa de Pastores televisivos. Em 2º Lugar dizer: Eles não representam a essência do Cristianismo. Em 3º Lugar, sou Pastor mais não comum a mesma sede por dinheiro, estatos e poder de tais Pastores. 4º Embora esse evangelismo esteja na mídia ela não é a única forma de evangelismo.
O Brasil é grande demais: O povo cristão convive a centenas de ministérios diferentes, que vão de pequenas a grandes diferenças. Então não tem como colocar todos num mesmo cesto e dizer eis aqui os evangélicos do Brasil. Independente de qual seja a congregação o fiel tem sempre ou quase sempre o mesmo foco. Servir a Deus, e Jesus Cristo é o caminho que conduz a Cristo. Mais devido a tantas congregações eu terei aqui a ousadia de abrir os olhos daqueles que desejam servir a Cristo e somente a ele. Então vamos ao Título da matéria. Como escolher uma igreja evangélica para congregar?
Não basta dizer que é evangélica. Você precisa saber sobre o estatuto da igreja. Algumas igrejas não deveriam ser consideradas evangélicas, pois no seu estatuto, diz que há um dono da igreja, ou seja, todo patrimônio de uma igreja na verdade é incorporado ao seu proprietário. Ou seja, todas as suas ofertas e dízimos pertencem ao homem e não ao corpo de cristo. Se no estatuto rege a cláusula dizendo que no caso da dissolução da igreja, todos os bens passam a pertencer ao fulando de tal. Então sai desta igreja, pois igreja descente tem seu patrimônio doado em caso de dissolução.
O foco da Igreja deve ser Deus, e Jesus é o caminho. Igreja que prega bênçãos pessoais mais do que a graça de Deus, não tem fieis mais contribuintes.
Igreja que fala mais do capeta do que de Deus, diz fazer milagres mais não dá a Deus à autoria do mesmo, mais usurpa a gloria de Deus dizendo, veja este homem tem poder. Isso é anátema, saia fora. Homem nenhum nasceu com poder ou privilégios especiais, mais Deus usa quem ele quer, quando ele quer, e da forma que ele escolher. Só ele é o autor do sobrenatural, e o vaso usado por ele deve fazer-se um servo e jamais cobrar qualquer coisa por uma graça.
Pastores chorões que pedem dinheiro sem parar, pastores que fazem do púlpito um palco para suas apresentações mirabolantes, Pastores teatrais, Pastores que não tem uma vida de santidade, esse tipo de pessoas não podem representar a essência do evangelho de Cristo por isso sai fora desta igreja.
Igrejas do Oba Oba, ou seja, são legalista demais ou rigorosas ao extremos, não representam a essência do Cristianismo. Veja estes dois versículos: (Mateus 5:28) -  Eu, porém, vos digo, que qualquer que atentar numa mulher para a cobiçar, já em seu coração cometeu adultério com ela. (as igrejas legalistas são liberais demais e Jesus corrige e disciplina). (João 8:36) -  Se, pois, o Filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres. (as igrejas tidas como rigorosas ao extremo não dão liberdade de escolha para seus membros, Pastores se tornam ditadores, e Jesus nos libertou não para sermos escravos da religião, mais para segui-lo de coração).
Não julgue a igreja pelo líder da igreja. A igreja é mais do que um homem, você pode até se assustar com o que vou dizer, mais há igrejas cujo líder maior do ministério prega a teoria da prosperidade, porém algumas das igrejas desse ministério simplesmente pregam o desprendimento material, ou seja, eles andam na contramão da liderança, mais as igrejas têm suas particularidades. Por isso mais uma vez digo: não dá para rotular a igreja antes de conhecer a fundo seu funcionamento. Então a questão não é simplesmente o ministério mais escolher uma igreja em particular.
O princípio da fé deve ser sempre utilizado para escolher uma igreja, para mim a melhor igreja é aquela que você se identifica em relação a usos e costumes, consegue se expressar em seu meio, e que acredita no Pastor que dirige o trabalho evangelístico. Então use sua fé e ore pedindo a Deus que te revele em qual igreja você deve membrar.
Experimente antes de se envolver, ou seja, antes de congregar você deve visitar e participar dos cultos durante um período, depois você deve assumir sua posição de membro e realizar sua membresia, às vezes você muda de uma igreja para outra e pensa que todas as igrejas daquele ministério são iguais, mais no convívio você vê que tem igrejas de outros ministérios mais parecidas com sua igreja antiga do que a do seu próprio ministério lembre-se você serve a Deus e não a ministério.
Para se tornar membro é necessário ser submisso a doutrina do ministério e da igreja, então procure saber se você consegue se adequar as normas preestabelecidas, lembre-se a rebeldia é pecado, então é você quem deve se moldar a igreja e não a igreja que deve se moldar a você.
Dízimo é obrigação, oferta é voluntária que você dá quando puder, como quiser e se assim desejar, igreja que constrange membro a dar ofertas, ou contribuir além do dízimo é anátema , saia fora essa igreja é na verdade um caça níquel de cristão.
Que Deus te abençoe e te dê discernimento para escolher.
Em Cristo.
Pastor Júlio Fonseca

sábado, 26 de janeiro de 2013

Personagens dos gibis protagonizam beijos gays em manifestação na França



A cidade de Angoulême, na França, conhecida internacionalmente por seu festival anual de histórias em quadrinhos, foi palco de uma marcha pelos direitos dos homossexuais que, aproveitando a fama local, utilizou personagens famosos das HQs em cartazes que exibiam beijos gays. 

Entre os famosos envolvidos estão Asterix e Obelix, Mulher-Gato e Hera Venenosa, Minnie e Margarida, Tintim e Capitão Haddock, Blake e Mortimer e Bulma com a Androide 18. O destaque ficou com a personagem Smurfette, que por ser a única Smurf do sexo feminino, ganhou uma amiga morena.
Os manifestantes desenharam alianças nos dedos de cada um deles, uma referência clara ao projeto de legalização da união civil entre casais do mesmo sexo , que tem provocado discussões e protestos na França.
A 40ª edição do Festival Internacional de Quadrinhos de Angoulême acontece de 31 de janeiro a 3 de fevereiro. A HQ "Daytripper", dos brasileiros Gabriel Bá e Fabio Moon, está na seleção oficial do evento.
Reprodução
Imagem da marcha pelos direitos dos homossexuais em Angoulême, França, 2013
fONTE: uol

sexta-feira, 25 de janeiro de 2013

ex-Ronaldinha conta como virou missionária


A ex-modelo Viviane Brunieri, conhecida como Vivi Ronaldinha, posa para foto no treino do Corinthians, em 2002



A ex-modelo Viviane Brunieri, 36, resolveu abrir o jogo em entrevista ao "SBT Repórter".
Em um programa dedicado ao "universo da prostituição", a moça vai contar por que resolveu largar tudo e se tornar missionária.
Ao programa, que será exibido na próxima segunda-feira (28), ela afirma que hoje prega a palavra de Deus.
Viviane ficou conhecida como Vivi Ronaldinha, por causa do namoro com o ex-jogador Ronaldo Nazário, 36, em 1996.
Após o rompimento, ela participou do grupo musical Ronaldinhas ao lado de Nádia França, também ex-namorada do Fenômeno.
Viviane também foi capa da "Playboy" ao lado da colega e, depois do fim do grupo, protagonizou filmes eróticos.
O "SBT Repórter" também promete mostrar, com uma câmera escondida, como funciona uma casa do prazer.
fONTE: UOL

quinta-feira, 24 de janeiro de 2013

Igrejas evangélicas gays se proliferam no Brasil. Confira vídeo inédito de culto LGBT com 1ª Reverenda Transex do Brasil



As igrejas cristãs tradicionais não toleram manifestações explícitas de homossexualidade. Ao contrário, as igrejas continuam suas políticas de repreender, oprimir e expulsar gays.

Como consequência, cristãos homossexuais têm reagido à discriminação criando suas próprias igrejas no Brasil. Hoje, existem 40 desse tipo no país.

A transsexual Alexya Lucas é uma das participantes desse movimento. "Eu percebi que eu podia ter uma igreja onde podia ser eu mesma. [...] Me alegro por que posso dizer 'venham, aqui tem uma casa para vocês'", diz.

Alexya, que hoje estuda teologia e espera ser a primeira reverenda transexual do Brasil, espera que um dia essa situação mude. "As igrejas cristãs vão ter de se abrir para a homossexualidade, para a transexualidade. Eu sei que eu não vou ver isso, mas estou fazendo parte deste processo".

O ano de 2013 marca os 45 anos de fundação da primeira congregação cristã inclusiva LGBT, a Igreja da Comunidade Metropolitana (ICM). Em 1968, Troy Perry pegou emprestada a roupa de um religioso e, na sala de sua casa, em Los Angeles, fez a primeira cerimônia.

Hoje, a ICM está presente em vários países, inclusive no Brasil. E há reforços.  ”Hoje não só atraímos homossexuais como também quem diz: ‘Sou solidário a vocês na busca por mais compreensão religiosa”, disse o reverendo Nancy Wilson, atual líder da ICM,



Under Creative Commons License: Attribution Non-Commercial Share Alike



Baladinhas Temáticas
Uma das formas encontradas pelas igrejas inclusivas para atrair novos fiéis e integrá-los aos membros antigos é promover festas temáticas.
Na igreja 'Comunidade Cidade de Refúgio', fundada por Lanna Holder - ex-missionária da igreja evangélica Assembleia de Deus que acabou expulsa por ser lésbica - são comuns as baladas gospel, realizadas uma vez por mês.
Na festa, chamada de "EletroGospel", bebidas alcoólicas não são permitidas. "O objetivo é que todos se divirtam com moderação. Somos cristãos e, portanto, contra qualquer promiscuidade", afirmou Lanna.
Já na 'Igreja Cristã Contemporânea', os fiéis são convidados a participar de retiros espirituais, que ocorrem durante o Carnaval.
Segundo Gladstone, a igreja recebe centenas de e-mails por dia de gays que têm medo de "sair do armário".
"Nosso trabalho é de aconselhamento. É muito importante que um jovem homossexual não se sinta sozinho mesmo quando a família não aceita sua orientação sexual."
Contra-ataque
Papa sinaliza aliança entre religiões contra casamento gay
O papa Bento 16, indicando o desejo do Vaticano de forjar alianças com outras religiões contra o casamento gay, disse que a família estava ameaçada "em seus fundamentos" por tentativas de mudar a sua "verdadeira estrutura".

O papa fez a sua mais recente denúncia do casamento gay em um discurso de Natal para os funcionários do Vaticano, em que ele misturou religião, filosofia, antropologia e sociologia para ilustrar a posição da Igreja Católica Romana.

Ele colocou todo o peso em um estudo realizado pelo rabino-chefe da França sobre os efeitos que a legalização do casamento gay teria sobre as crianças e a sociedade.

"Não há como negar a crise que ameaça em seus fundamentos --especialmente no mundo ocidental", disse o papa, acrescentando que a família tinha de ser protegida porque é "o autêntico ambiente para se entregar o plano da existência humana".

O papa de 85 anos de idade, falando no Salão Clementine do Palácio Apostólico do Vaticano, afirmou que a família estava sendo ameaçada por "uma compreensão falsa da liberdade" e um repúdio ao compromisso de toda a vida do casamento heterossexual.

"Quando tal compromisso é repudiado, as figuras-chave da existência humana igualmente desaparecem: pai, mãe, filho -- elementos essenciais da experiência de ser humano são perdidos", disse o líder de 1,2 bilhão de católicos do mundo.

O Vaticano partiu para a ofensiva em resposta às vitórias do casamento gay nos Estados Unidos e Europa, utilizando todas as oportunidades possíveis para denunciá-lo através de discursos papais ou editoriais em seu jornal ou na sua rádio.

Em alguns países, a Igreja Católica uniu forças localmente com judeus, muçulmanos e membros de outras religiões para se opor à legalização do casamento gay, em alguns casos com argumentos baseados em análises jurídicas, sociais e antropológicas, em vez de ensinamentos religiosos.

Significativamente, o papa elogiou especificamente como "profundamente comovente" um estudo feito pelo rabino-chefe da França, Gilles Bernheim, que se tornou tema de acalorado debate no país.

Bernheim, também um filósofo, argumenta que grupos de direitos homossexuais "irão utilizar o casamento gay como um cavalo de Tróia" em uma campanha mais ampla para "negar a identidade sexual e apagar as diferenças sexuais" e "minar os fundamentos heterossexuais da nossa sociedade".

Seu estudo, "Casamento Gay, Paternidade e Adoção: O que muitas vezes esquecemos de dizer", argumenta que os planos de legalizar o casamento gay estão sendo feitos para "o lucro exclusivo de uma pequena minoria" e são muitas vezes apoiados por causa do politicamente correto.

Em seu próprio discurso nesta sexta-feira, o papa repetiu alguns dos conceitos do estudo de Bernheim, incluindo a afirmação de que crianças criadas por casais gays seriam mais "objetos" do que indivíduos.

No mês passado, os eleitores nos Estados norte-americanos de Maryland, Maine e Washington aprovaram o casamento homossexual, na primeira vez em que os direitos do casamento foram estendidos a casais do mesmo sexo pelo voto popular.

Uniões do mesmo sexo foram legalizadas em seis Estados e no Distrito de Columbia pelos legisladores e pelos tribunais.

Também em novembro, a mais alta Corte da Espanha confirmou uma lei do casamento gay, e na França o governo socialista anunciou um projeto de lei que permitiria o casamento gay.


Com informações Yahoo/Exame/Reuters/Ultimo Segundo

Justiça extingue processo do pastor Marcos Pereira contra o líder do Afroreggae, José Júnior

Justiça extingue processo do pastor Marcos Pereira contra o líder do Afroreggae, José Júnior
Na última semana o processo de calúnia e difamação que o pastor Marcos Pereira da Silva, da Assembleia de Deus dos Últimos Dias, movia contra o líder do Afroreggae, José Júnior, foi declarado extinto pelo Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro.
A ação do pastor foi motivada por uma entrevista de José Júnior publicada no dia 14 de março do ano passado pela revista “Veja”, na qual Júnior e o pastor Rogério Ribeiro de Menezes, que já foi da Assembleia de Deus dos Últimos Dias, atribuem a Marcos Pereira “diversas e graves condutas”.
De acordo com a decisão, proferida pelo juiz Luciano Silva Barreto, da 9ª Vara Criminal da capital, o coordenador da ONG foi absolvido sumariamente, segundo informações do site Extra. De acordo com o juiz, como Rogério também participou da reportagem, a ação não poderia ter sido movida somente contra Júnior.
- Não há controvérsia quanto à incidência do princípio da indivisibilidade da ação penal de iniciativa do particular – explicou Barreto.
O pastor é acusado por José Junior de tramar sua morte, além de ser o mentor dos atentados promovidos pelo tráfico em 2006 e 2010 e de, entre outras coisas, ser “a mente do mal no Rio”. Segundo a delegada Valéria Aragão, titular da Delegacia de Combate às Drogas (Dcod) o inquérito aberto acerca dessas acusações, à pedido da chefe de Polícia Civil, Martha Rocha na época, ainda está em andamento. As investigações estão sob sigilo.

quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

Briga entre jovens na Igreja Universal de Belém termina em tiroteio


Briga entre jovens na Igreja Universal de Belém termina em tiroteioBriga entre jovens na Igreja Universal de Belém termina em tiroteio
Na noite desta terça-feira (22) a Polícia precisou ser chamada para uma ocorrência dentro da Igreja Universal do Reino de Deus de Belém (PA), pois jovens de grupos rivais iniciaram uma discussão que terminou em tiroteio. Uma criança de 8 anos foi baleada.
Tudo aconteceu na saída do culto, de acordo com o sargento Felipe Silva é comum esse tipo de ocorrência em eventos da denominação que reúne pessoas convidadas por membros que ainda não foram convertidas. “Toda vez que eles vêm para vir pro culto eles se confrontam. Eles se infiltram nas caravanas e de lá praticam essas ações quando encontram seus algozes”.
TV Rede Liberal, retransmissora da Globo no estado do Pará, noticiou o ocorrência e conseguiu o depoimento de um morador que já presenciou muitas confusões na saída de cultos da IURD, mas afirma que está foi a primeira vez que houve tiroteio.
Dois adolescentes foram apreendidos portando armas de fogo. A criança baleada continua internada e seu estado de saúde é estável.

sábado, 19 de janeiro de 2013

20 versículos que provam que a teologia da prosperidade está CERTA!

20 versículos que provam que a teologia da prosperidade está CERTA!

Por 


Depois que vi aqui noGospel Mais a publicação da Revista Forbes listando os 5 pastores mais ricos do Brasil (aqui), resolvi averiguar e fazer uma pequena coletânea com 20 versículos que provam claramente que a teologia da prosperidade pregada e praticada por esses pastores está correta. Vejam as provas irrefutáveis:
1- “Deus quer te abençoar, mas se você não ofertar, Ele não terá poder de fazer isso por você” (II Heresias 3. 16)
2 – “Você pode desonrar seu pai e sua mãe e até deixá-los passar necessidades, mas nunca seu apóstolo” (I Apostolicensses 1.1)
3 – “A oferta é a alavanca que move a mão de Deus a seu favor” (1 Cretinices 4. 3)
4 – “A fé sem ofertas é morta” ( 1 Dólar 1. 8)
5 – “E Jesus entrou em Jerusalém montando seu jumentinho de dez mil talentos” (Juao 15. 23)
6 – “Disse o apóstolo, cheio do espírito, a todos que o ouviam: Minha conta corrente é 1.000/07” (II Conta Corrente 1. 71)
7 – “Assim que a oferta entrar na conta corrente deus dirá ao anjo Money: Destranque as janelas do céu e prenda o devorador na casinha” ( II Malaquias 3.15)
8 – “É com a semente que sai da sua carteira que a obra de deus é realizada na terra” ( I Heresias 2. 8)
9 – “Participe das campanhas de vitória financeira e Deus tirará dos ricos e dará a você” (1 Robin Hood 2. 3)
10 – “E alguns paulistanos foram mais nobres que os de Boraceia, pois semearam nesse ministério em dólar.” ( 1 Tio Patinhas 1. 7)
11 – “deus quer te dar a melhor roupa, o melhor carro, a melhor casa… só não te deu ainda porque você não tem determinado isso a ele com fé” (Absurdicensses 1. 25)
12 – “Assim ordenou também o senhor que os que pregam o evangelho que fiquem ricos com o evangelho” ( I Falácia 1. 1)
13 – “Primiciar é mover a mão de Deus a seu favor e a favor dos donos da igreja” ( I Primicias 1. 1)
14 -“Confia no senhor, dê sua oferta, faça sacrifícios financeiros e os seus desígnios serão estabelecidos” (Absurdicensses 8. 32)
15 – “E Gesuis encontrou no templo os que vendiam bois, ovelhas e pombas e também os cambistas assentados; parabenizou-os pelas boas vendas que faziam, porém, expulsou os que ali oravam e quebrantavam seus corações, mas não ofertavam e nem compravam nada, bem como todo pobre que ali estava, e disse-lhes: A casa me meu pai é casa de negócio e não um covil de doentes e pobres!” (Indireticensses 2. 8)
16 – “É mais fácil passar um camelo pelo buraco de uma agulha do que entrar alguém que não oferta, que não primicia, que não faz sacrifícios financeiros, nas igrejas da teologia da prosperidade” ( Sofismas 3. 12)
17 – “Porque o amor do dinheiro é a raiz de todas as bênçãos” ( 1 Mamon 1. 1)
18 – “Sacrifícios agradáveis a deus são os dízimos e as ofertas; coração que determina e exige, não os desprezarás, ó deus” (Salmos de Mamon 119. 3)
19 – “O maior mandamento é: Amarás a Mamon, teu deus, de todo o teu coração, de toda a tua alma e de todo o teu entendimento. O segundo, semelhante a este, é: Honre e oferte aos seus líderes como a ti mesmo” ( 2 Leis de Mamon 2. 15)
20 – “Pelas suas ofertas o conhecereis. Pode, acaso, de um coração cheio de fé e do espírito, sair uma oferta pequena? (Apolion 15. 12)

Silas Malafaia desmente matéria da Forbes sobre sua renda


Silas Malafaia desmente matéria da Forbes sobre sua rendaSilas Malafaia desmente matéria da Forbes sobre sua renda
Pela segunda vez no mês de janeiro, o pastor Silas Malafaiavê seu nome na imprensa brasileira ser associado à arrecadação de dinheiro de maneira negativa.
edição da Veja São Paulo fez uma matéria sobre os “bastidores” de um encontro promovido por ele. Agora, a versão brasileira da Forbes o colocou como o terceiro pastor mais rico do país, com uma fortuna estimada em US$ 150 milhões.
Embora a Forbes diga que obteve os dados junto ao Ministério Público e Polícia Federal, o pastor Malafaia usou seu site de noticias para publicar um desmentido do que chamou de “safadeza” da revista.
Para ele, trata-se de “um jogo muito bem organizado para denegrir pastores evangélicos a fim de que a sociedade tenha uma ideia de que pastor é um malandro usurpando dinheiro de imbecis e idiotas a fim de se locupletar”.
Silas enfatiza que não tem salário da igreja há mais de 25 anos e que sempre divulgou os dados de sua igreja. A Forbes teria juntado as receitas estimadas da Assembleia de Deus Vitória em Cristo, da Associação Vitória em Cristo, o faturamento da Editora Central Gospel e as ofertas voluntárias que ele recebe por palestras dadas.
O pastor garante que o cálculo está errado por que ele não é “dono” das igrejas Vitoria em Cristo nem da Associação com o mesmo nome. Além disso, a soma da Forbes seria mais do que o dobro do valor real que seu ministério possui.
Concluiu dizendo que todo seu patrimônio pessoal e renda estão declarados na Receita Federal. Como o Ministério Publico e a Polícia Federal não teriam autoridade legal para dar esse tipo de informação, Malafaia irá processar a revista Forbes Brasil.
Coincidência ou não, no final de 2012 Malafaia usou seu programa de TV para avisar aos evangélicos que seu ministério sofreria uma série de ataques da imprensa. Isso seria parte de uma campanha orquestrada pelo PT com o objetivo de abalar sua credibilidade. O pastor disse que amigos seus, que trabalham em “órgãos de informação, imprensa e política partidária”, o alertaram que poderia ser vítima de boatos e acusações, e que se trata de uma questão política, pois ele participou da campanha de muitas pessoas nas últimas eleições.

Os líderes evangélicos com as maiores fortunas

Revista Forbes elenca os cinco líderes evangélicos mais ricos do Brasil; Edir Macedo, Valdemiro Santiago e Silas Malafaia no topo da lista
Os líderes evangélicos com as maiores fortunas no segmento foram tema de uma matéria e listados a partir de dados coletados pela Polícia Federal e Ministério Público.
A sucursal brasileira da revista norte-americana Forbes, especializada no tema, listou os cinco líderes evangélicos com os maiores patrimônios.
Em comum entre eles, o fato que todos tem presença na televisão, seja em horários alugados ou por possuírem canais de TV.
A revista destaca que, mesmo o Brasil sendo um país majoritariamente católico, o crescimento dos evangélicos faz parte do cenário que possibilita o acúmulo de fortunas por parte desses líderes.
Confira abaixo, a lista com os cinco líderes evangélicos mais ricos do Brasil:
Bispo Edir Macedo
Líder e fundador da Igreja Universal do Reino de Deus
Proprietário da TV Record
Fortuna estimada US$ 950 milhões
Apóstolo Valdemiro Santiago
Líder e fundador da Igreja Mundial do Poder de Deus
Empresário
Fortuna estimada em US$ 220 milhões
Pastor Silas Malafaia
Pastor presidente da Assembleia de Deus Vitória em Cristo e fundador da Associação Vitória em Cristo
Proprietário da editora Central Gospel e da gravadora Central Gospel Music
Fortuna estimada em US$ 150 milhões
Missionário R. R. Soares
Líder e fundador da Igreja Internacional da Graça de Deus
Empresário
Fortuna estimada em US$ 125 milhões
Apóstolo Estevam Hernandes Filho e bispa Sonia Hernandes
Líderes e fundadores da Igreja Renascer em Cristo
Empresários
Fortuna estimada em US$ 65 milhões
As informações divulgadas pela revista Forbes não detalham a origem do patrimônio acumulado pelos líderes citados acima.
Por Tiago Chagas

sexta-feira, 18 de janeiro de 2013

ESQUIZOFRENIA GOSPEL


Por Zilton Alencar
A esquizofrenia não é considerada doença, mas transtorno mental que ataca pelo menos 1% da população mundial. Dentre as suas muitas manifestações, uma das mais comuns se caracteriza por delírios paranóides, aonde a pessoa se sente perseguida, odiada, rodeada de inimigos. 
Entretanto, se observarmos o universo “gospel” de nossos dias, veremos que 1% de esquizofrênicos em nosso meio é uma porcentagem modesta ante o quadro que se nos apresenta. 
Os crentes de um modo geral se sentem eternos perseguidos por uma cifra enorme de inimigos, tanto dentre vizinhos incrédulos, patrões perseguidores, colegas de trabalho escarnecedores e maus, e até irmãos da fé, dentro de nossas Igrejas, sentados ao nosso redor e derredor nos cultos de adoração a Deus. 
O “esquizofrênico Gospel” se considera assim, odiado pelos de fora e até pelos próprios irmãos, ao melhor estilo de José, filho de Jacó, que anseiam e trabalham diuturnamente pela sua queda. Querem sua posição no coral, na equipe de louvor, na classe de EBD, no corpo de Obreiros, na direção do Círculo de Oração… 
Querem seu emprego, seu salário e sua posição empresarial ou profissional, querem seus dons e talentos e alguns mais afoitos querem até o seu casamento, seu marido ou sua esposa, os seus filhos obedientes, a harmonia de seu lar!
Infelizmente, somos ensinados e “treinados” a agirmos assim. Tanto as mensagens que são pregadas em nossos púlpitos como as músicas que infestam nosso cancioneiro gospel contribuem para que esta esquizofrenia se alastre entre nós. Interpretações equivocadas do AT levam muitos pregadores a julgar que somos rodeados uma grande nuvem de inimigos.
Os hits de nossa “Parada de Sucessos Gospel” contribuem também ― e muito!― para fomentar este mal. Grande parte dos “hinos” atuais falam que nossos inimigos estão constantemente tramando contra nós, mas serão destruídos, teremos vitória sobre eles, eles contemplarão de pé a nossa vitória etc. 
A canção “RESSUSCITA-ME” mostra que os nossos inimigos “estão tentando sepultar as nossas alegrias, e querem ver os nossos sonhos cancelados”. “SABOR DE MEL” segue o mesmo padrão, pois no dia de nossa vitória os nossos inimigos vão estar na plateia, enquanto nós estaremos no palco, devidamente honrados, e aqueles arrependidos.
Os crentes também são os maiores e mais fieis adeptos das teorias de conspiração que pululam nas redes sociais e sites, e que estão invadindo nossas igrejas e seus cada vez mais escassos e simplórios Cultos de Doutrina e EBD. Ao invés de aproveitarmos estes Cultos para ensinarmos as Escrituras e a sã doutrina, ensinamos as teorias loucas e as fábulas, tão combatidas no NT (1 Tm 1:4; 4:7; Tt 1:14; 2 Pe 1:16).
Existem os ímpios (e até crentes!) que usam até da feitiçaria em seu afã de nos destruir. Fazem “despachos” para nos matarem, para nos lançarem no leito, para que percamos o emprego, para que haja separação de meu casamento e coisas afins…
Mas ainda existe aqui aonde moro a famosa “macumba gospel”, chamada de “oração contrária”. Muitos crentes que eu conheço se dizem vítimas de irmãos-inimigos que, não suportando qualquer sinal de prosperidade em suas vidas, passam a orar contra eles, pedindo a Deus que não mais os abençoe, que seus negócios não prosperem etc. 
Sinceramente, não consigo imaginar um Deus cujo atributo eterno é a justiça ouvindo e atendendo qualquer tipo de oração que se enquadre nesta categoria! Se Deus me ouve somente nas petições que são da Sua vontade (1 Jo 5:14), para que temer qualquer oração que não se enquadre nesta condição?
E assim caminha a cristandade… Igrejas cheias de crentes que se recusam a conhecer e prosseguir em conhecer ao Senhor (Os 6:3), que desconhecem e descumprem as Escrituras, que se julgam perseguidos e rodeados de inimigos Uma epidemia de esquizofrenia digna de algumas considerações à luz da Escritura:
1. Nosso inimigo não é a carne e nem o sangue (Ef 6:12). Neste aspecto, reside a certeza de que os que nos rodeiam não são nossos inimigos, e mesmo os que assim se declaram não são os nossos verdadeiros inimigos. O diabo é o inimigo, e é a este inimigo em particular a quem devemos combater, e não aos inimigos de carne e sangue. Erramos, pois, primordialmente por não sabermos reconhecer quem é nosso verdadeiro inimigo, e cometemos tal erro primário porque nos recusamos a dar ouvidos às Escrituras!
2. Cremos em um Deus protetor. Ele, dentro da Sua soberana vontade, protege aqueles que são Seus filhos por adoção em Cristo. Desde o AT ele já fazia isto, tratando Israel sob proteção. Quando Balaque alugou os “serviços proféticos” de Balaão para amaldiçoar o povo de Deus, o próprio Senhor lhe respondeu pela boca do profeta mercenário: “Como amaldiçoarei o que Deus não amaldiçoa?” (Nm 23:8). Logo, não há NADA que os nossos “inimigos” façam contra nós que venha nos fazer qualquer efeito maléfico, se não for a vontade do Senhor.
3. Em nenhum lugar do Novo Testamento somos orientados a viver este tipo de paranoia, medo, fobia, ojeriza de nossos inimigos. O Evangelho nos ensina a não resistirmos às provocações deles. Quem nos ferir a face, demos a outra. 
Quem quiser nossa túnica, cedamos a capa. Quem quiser nos obrigar a caminhar uma milha, caminhemos duas. E tudo isso voluntariamente (Mt 5:38-42)! Paulo, escrevendo aos romanos, prescreveu com detalhes: “A ninguém torneis mal por mal; procurai as coisas honestas, perante todos os homens. Se for possível, quanto estiver em vós, tende paz com todos os homens. Não vos vingueis a vós mesmos, amados, mas dai lugar à ira, porque está escrito: 
Minha é a vingança; eu recompensarei, diz o Senhor. Portanto, se o teu inimigo tiver fome, dá-lhe de comer; se tiver sede, dá-lhe de beber; porque, fazendo isto, amontoarás brasas de fogo sobre a sua cabeça. Não te deixes vencer do mal, mas vence o mal com o bem” (Rm 12:17-21).
4. Jesus deixou muito claro qual deve ser nossa relação com os que se posicionam abertamente como nossos inimigos: “Ouvistes que foi dito: Amarás o teu próximo, e aborrecerás o teu inimigo. 
Eu, porém, vos digo: Amai os vossos inimigos, bendizei os que vos maldizem, fazei bem aos que vos odeiam, e orai pelos que vos maltratam e vos perseguem, para que sejais filhos do vosso Pai que está nos céu…” (Mt 5:43-45). 
Nossa postura enquanto seguidores de Cristo não é desprezar, retaliar ou mesmo orar pedindo que eles sejam fulminados, julgados, desejar que eles assistam humilhados à nossa exaltação etc. Paulo reafirma esta mesma verdade quando ensina à igreja em Roma: “Abençoai aos que vos perseguem; abençoai e não amaldiçoeis” (Rm 12:14).
Lamentavelmente, pregadores e suas “mensagens”, cantores e seus “hinos” têm-nos ensinado uma relação completamente antibíblica com os nossos inimigos. 
Eles estão fomentando em nosso meio não uma submissão ao que ensinam as Escrituras, mas um ensino mau e legalista de que devemos resistir aos nossos inimigos, odiá-los, orar pedindo a Deus justiça e juízo sobre eles. Somos chamados ao AMOR, e este amor não se resume aos nossos irmãos na fé, pois bem nos ensinou nosso Mestre: “se amardes os que vos amam, que galardão havereis? Não fazem os publicanos também o mesmo? 
E, se saudardes unicamente os vossos irmãos, que fazeis demais? Não fazem os publicanos também assim? Sede vós, pois, perfeitos, como é perfeito o vosso Pai que está nos céus” (Mt 5:46-48). Se insistimos nõ ouvir a Jesus, mas seguir falsas pregações e dar ouvidos a hinos espúrios, não estamos contribuindo para nossa própria esquizofrenia?
Voltemos à Palavra! Observemos aonde caímos, e tornemos para o caminho (Ap 2:4-5)! Desprezemos os ensinos errados! Roguemos ao Senhor que nos cure desta esquizofrenia louca! Mesmo que tenhamos inimigos declarados, que a inimizade não parta de nós. 
Oremos por eles! Falemos bem deles! Abençoemos! Estevão, o primeiro mártir de nossa fé, mesmo sendo apedrejado orou por seus inimigos na hora de sua morte (At 7:60); suas últimas palavras foram A FAVOR de seus algozes. 
Na época da Igreja Primitiva parece que não existiam esquizofrênicos no seio da Igreja. Pelo menos Estêvão e os primeiros mártires sabiam se portar varonilmente, mesmo rodeados de inimigos. Perdoavam e abençoavam. 
Que suas vidas nos sirvam de exemplo, e nos estimule a mudar nossa conduta, antes que esta “esquizofrenia gospel” vire uma epidemia real, incurável e incontrolável!
***
Zilton Alencar pode até ser um blogueiro “Esquizilton” para o mundo Evangeliquês, mas com certeza não sofre desse tipo de esquizofrenia. Fonte: Blog do Esquizilton.