terça-feira, 31 de maio de 2011

Por que sentimos mais dor no frio?

Sabe a diferença entre fatalidade e tragédia? Fatalidade é bater o pé no batente da porta; tragédia é bater em um dia frio. O que torna a dor maior nas temperaturas menores é a contração dos músculos e dos vasos sanguíneos. 


A intenção do nosso corpo até que é das melhores: os músculos se contraem involuntariamente para se manterem aquecidos, e o sangue sai das articulações em direção ao tronco para manter nossa temperatura constante. O problema, como qualquer mindinho pode confirmar, é que uma pancada em uma articulação contraída e sem sangue dói muito mais que uma normal. Uma hipótese é que, além disso, o frio tornaria mais sensíveis os receptores livres, os terminais nervosos que levam a sensação de dor para o cérebro. 

Segundo a psicologia evolutiva, a intenção é que doa mais mesmo. Parece contraintuitivo, mas a teoria é a seguinte: como no frio a prioridade é se aquecer, não se mexer, ao longo do tempo teriam sido selecionados os indivíduos que sentiam mais dor e, consequentemente, se arriscavam menos baixas temperaturas. Como diz o sociobiólogo Robert Trivers, "a Mãe Natureza prefere seus filhos mais comportados".


Internet via rede elétrica: mais barata e prática, mas ainda restrita



A internet via rede elétrica ainda está longe da maioria dos brasileiros. Em São Paulo, primeira cidade em que a tecnologia BPL (broadband over power lines, em inglês) está disponível ao consumidor doméstico, apenas 300 endereços distribuídos nos bairros de Jardins, Moema e Pinheiros estão adequadamente equipados para usufruir da novidade. É pouco. Mas os benefícios para esses consumidores - e, eventualmente, os futuros - são evidentes.
Segundo a Intelig, distribuidora do serviço, o plano básico, com velocidade de 5 Mbps, custa 75 reais por mês. São 15 reais a menos do que os similares via cabo. A diferença é proporcional à capacidade de transmissão de dados. O pacote de 15 Mbps, por exemplo, limite da rede baseada em eletricidade, sai por 125 reais. Planos similares de operadoras a cabo variam entre 119 reais e 199 reais. A operadora aponta que os valores mais baixos são consequência do aproveitamento de uma rede já existente – mas não explorada – e incentivos para a propagação do modelo.
De acordo com Emerson Hioki, diretor de operações da AES Eletropaulo Telecom, parceira da Intelig no fornecimento do serviço a São Paulo, foram investidos 20 milhões na estrutura atual, baseada na transmissão de dados via fibra ótica. Ao chegar ao destino final, o sinal é convertido em pulso elétrico. “Para aumentar o número de consumidores beneficiados, é preciso expandir a infraestrutura a outras áreas. Isso dependerá da demanda do mercado”, garante Hioki. Sim, já há planos para levar a "web elétrica" a mais gente, mas a empresa guarda essa informação como um segredo.
Para que a transmissão via rede elétrica convencional, usando os velhos fios de postes, avance, também será necessário investimento. Nesse caso, será preciso investir em equipamentos como repetidores, que mantém o nível do sinal que viaja pela rede, garantindo que não haja perda de dados.
Contras - Apesar das vantagens, persistem problemas que podem prejudicar a experiência do consumidor final. Aparelhos eletrônicos podem causar interferência, levando à queda da velocidade na transmissão de dados. A melhor forma de evitar o problema consiste na instalação de filtros para as tomadas. Fora de casa, os postes estão expostos a diversos tipos de intempéries, incluindo o ruído proveniente dos transformadores, que devem ser contornadas para evitar o bloqueio do sinal.

fonte:Veja

Bahia testa mosquito transgênico antidengue


Inseto alterado em laboratório produz filhotes incapazes de transmitir a dengue


Pelas ruas de terra do bairro de Itaberaba, em Juazeiro (BA), um carro com dois pesquisadores para a cada cem metros. Um deles desce e destampa um pote de onde saem cerca de 500 mosquitos Aedes aegypti, o transmissor da dengue. A cena se repete há três semanas e, até julho, a expectativa é de que sejam liberados 33.000 machos por semana. Depois, a ação subirá para 50.000 a 100.000 mosquitos por semana.
A "pulverização" de mosquitos foi repetida 22 vezes há duas semanas. O ritual faz parte de um projeto científico que causa expectativa na administração pública da saúde. "Se der o resultado esperado, podemos reduzir de maneira expressiva os números da dengue", avaliou o coordenador do projeto, Danilo Carvalho. "Não há dúvida de que o projeto é promissor", afirmou o diretor do Complexo Industrial e Inovação em Saúde do Ministério da Saúde, Zichy Moyses.
Mosquito transgênico - A chave dessa esperança está no mosquito solto no ambiente: é uma espécie transgênica que produz filhotes que morrem antes de chegar à vida adulta, quando podem transmitir a dengue. Na prática, a ciência patrocina o sexo entre mosquitos que geram filhotes incapazes de espalhar a doença. O ideal é que haja dez machos transgênicos para cada macho selvagem.
A estratégia é semelhante à usada em outras parte do país para combater a drosófila, a mosca da fruta: machos estéreis são liberados para disputar com a espécie selvagem a oportunidade de cruzar. Para o macho de laboratório ficar estéril, ele é exposto a radiação, o que não se consegue com o Aedes aegypti. “Por isso, recorremos à técnica transgênica”, diz a coordenadora do projeto, Margareth Capurro, bióloga da Universidade de São Paulo.
Desenvolvido na Universidade de Oxford, o mosquito transgênico carrega material genético da drosófila. Em laboratório, são alimentados com ração de peixe e, para fêmeas adultas, sangue. Na fase de ovos, todos recebem tetraciclina, o que permite completar o ciclo de vida prematuramente.
As fêmeas, as únicas que picam os humanos e transmitem o vírus da dengue, ficam em laboratório para novos cruzamentos. Para que não haja risco de serem liberadas, são adotadas duas medidas de segurança. A primeira é uma separação num túnel escorregador em forma de funil. Como as fêmeas são maiores, não ultrapassam certa faixa da descida. Há outro processo de separação, desenvolvido pela Oxitec, empresa incubadora da Universidade de Oxford. "Depois, é feito um controle de qualidade com lupas e microscópio", explica Andrew McKeney, técnico da Oxitec que está no Brasil para acompanhar a pesquisa.
Cinco bairros - Liberado pela Comissão Técnica Nacional de Biossegurança em dezembro, o trabalho em campo teve início em fevereiro. Na primeira etapa, foram feitos lançamentos menores, para avaliar o comportamento do mosquito de laboratório no meio ambiente. Foram checadas a distância que o mosquito era capaz de percorrer e sua capacidade de sobrevivência.
A experiência ocorrerá por 18 meses em cinco bairros de Juazeiro. A escolha do local, diz Margareth, foi facilitada pela proximidade com a Biofábrica Moscamed, entidade ligada ao Ministério da Agricultura que já produzia moscas estéreis.
FONTE: VEJA

Sarney diz que impeachment de Collor foi "acidente" ao inaugurar painel que omite caso






     Reinaugurado com pompa pelo presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), o "túnel do tempo" da Casa - como é chamado o corredor que liga o plenário a gabinetes de senadores - traz agora uma decoração que "reescreve" a história da Congresso, omitindo fatos.


Os painéis com os principais momentos da instituição, dos primeiros anos da independência do Brasil até o ano passado, não fazem referência, por exemplo, ao impeachment, em 1992, do então presidente da República e hoje senador Fernando Collor, e nem tampouco à cassação do ex-senador Luiz Estevão (DF), em 2001. As CPIs que marcaram a atuação da Casa também ficaram de fora.



     Para Sarney, o impeachment de seu antigo desafeto e hoje aliado, Fernando Collor, "não é marcante". "Olha, eu não posso censurar os historiadores encarregados de fazer a história, talvez esse episódio seja apenas um acidente que não devia ter acontecido na história do Brasil", alegou. 



     "Mas não é tão marcante como foram os fatos que aqui estão contados, que foram os que construíram a história, e não os que de certo modo não deviam ter acontecido. O que vale é que nós temos uma Constituição, sempre nos organizamos em torno da lei", declarou.



     O próprio Sarney é homenageado com a publicação de foto em que ele aparece jurando a Constituição, no lugar do presidente Tancredo Neves, eleitos pelo colégio eleitoral. Foi destacado ainda um projeto de Sarney de 1996 que assegura tratamento gratuito aos portadores de aids. 


VEJA AQUI  EM BAIXO  O VÍDEO:

http://g1.globo.com/videos/jornal-da-globo/v/exposicao-no-senado-exclui-o-impeachment-de-collor/1523114/#/Edições/20110530/page/1


(Com Agência Estado)

Analfabetismo fucional e evangelho: Apenas uma teoria


Eu tenho uma teoria. apenas uma teoria… não doutrina. Posso?
Minha formação acadêmica é de professor (o que não é grande coisa no Brasil, eu sei disso). Hoje já não atuo mais como docente, mas na coordenação acadêmica em um Instituto Federal, que por ser federal, dispõe de muitos recursos que outras instituições públicas (estaduais e municipais) sequer imaginam ter, mesmo na próxima década. Mas também trabalhei em lugares bem mais, digamos, acanhados… e por isso, apenas por isso e mais um monte de leitura especializada que me apoia… posso pensar nessa teoria.
O problema fundamental da igreja (as pessoas que são corpo), certamente é o afastamento do Evangelho apostólico para um evangelho humanista. Mas, junto a isso, outros problemas são associados.
Pesquisas brasileiras, apontam que 75% dos brasileiros são analfabetos funcionais (você pode ler sobre estas pesquisas clicando aqui e aqui, não as tirei da minha cabeça). Trocando por números mais palpáveis, significa que a cada 4 brasileiros, 3… sim, TRÊS, são analfabetos funcionais (em diferentes graus, é claro). Isso significa também, que dos 190 milhões de brasileiros, 142 milhões são analfabetos funcionais.
Ora… mas o que isso cara pálida?
O analfabeto funcional é uma pessoa que consegue decodificar os sinais (letras), ler frases, textos e palavras, mas, não consegue interpretar. Falta-lhe a habilidade de interpretação de textos, que adiquire-se com a prática da leitura e aprofundamento de estudos, duas coisas pouco usuais na sociedade ocidental tupiniquim. Lê-se pouco e investe-se mais em cirurgia plástica que em educação.
Assim, não por culpa deles… mas do ensino no Brasil que é precário… e dependendo das cidades, longe dos grande centros urbanos, tal analfabetismo atinge inclusive o ensino privado. A maioria dos professores brasileiros possuem apenas a formação básica de sua profissão (graduação), e milhões de brasileiros sabem ler, mas não entendem o que lêem.
O mesmo ocorre dentro da igreja, afinal, são os mesmos brasileiros. A Bíblia tornou-se chata, cansativa e complicada. Sim, isso é falta de uma vida espiritual e sim… isso é apostasia… mas também, menos importante mas com alguma importância… líderes evangélicos descobriram que não é preciso se dedicar muito ao estudo da Palavra e no conhecimento do Santo Deus, porque seus seguidores também não o fazem… pelo contrário, esperam que alguém faça por eles… esperam que outro decodifique e interprete.
Desse modo, a pregação ilustrada com muitos contos humorísticos, fatos do cotidiano, performances e malabarismos, “atingem” objetivos que um pregação fundamentada na Palavra não atingiria… pois poucos entenderiam o que se diz.
Esse texto não é… e também é ao mesmo… uma auto-defesa. Nós que regularmente escrevemos e publicamos textos na internet percebemos, a cada dia, uma piora no fazer-se entender. A cada texto que escrevo, percebo a constante necessidade, não de adaptar o texto, mas de construí-lo de forma que o que escrevo possa ser entendido por qualquer um… por este motivo é que não uso o twitter, por exemplo, pois numa sociedade assim, 144 caracteres me parece, como educador, algo absurdo.
No entanto… suspeito… que muito em breve, 144 letras serão muito… e nos comunicaremos apenas com algumas onomatopéias.
Maranata Jesus!
Fonte: Púlpito Cristão

Pastor boca suja pregando sobre um Jesus pé frio

Essa é pra você conferir o Nipe dos pregadores tupiniquins. Vale lembrar que essa figura estará no famigerado congresso dos Gideoes Missionários em Camboriú. Tá afim?
***
Dica do @EliezerGAnjos

segunda-feira, 30 de maio de 2011

7 dicas infalíveis para manipular uma igreja


Essas dicas são uma coletânea de várias presepadas gospel que já presenciei de perto, ao vivo e a cores nesses anos em que tenho me dedicado ao Evangelho.

Para paipóstolos, apóstolos, bispos, pastores, presbíteros e todos os interessados em ter um culto e uma comunidade atraente, que se renda aos seus pés sem questionamentos.

Porque me limitei em 7? O 7 é um número profético, o número da perfeição e dá sorte. He!He!


1° Contrate cantores gospel que mexam com as emoções.Não importe-se se o cachê for o olho da cara, o importante é tocar no mais profundo dos sentimentos e fazer o povo chorar, rir, gritar, andar de quatro na unção do leão, do cachorro, do macaco, etc. O povo gosta de dinamismo, e se não tiver "baderna" santa que traga diversão, você vai ser chamado de caretão!

2° Seja um "Expert" em invenções sobrenaturais. Aprenda urgentemente a elaborar "Profecias, Revelações, Visões, Línguas Estranhas, Unções do Paletó e do Sopro Divino", e demais peculiaridades do gênero. Isso é tiro e queda. Não se esqueça que quando estiver operando esses "dons", tem de passar credibilidade, e para isso, chore, faça cara de contrito, dê alguns pulinhos, e se possível, arrisque até salto mortal ou golpes de Jiu-Jitsu evangélico. AH! E o mais importante: Diga em alto e bom tom: "ASSIM DIZ O SENHOR!

3° Quando for pregar, seja persuasivo. Use texto fora do contexto com pretexto, porque assim você consegue colocar cabresto. Seja fanfarrão mesmo, de carteirinha. Por exemplo: Se você gosta que as pessoas reajam as suas pregações, use o texto de Atos 12:21-23 e diga que quem não berrar glória à Deus nem aleluia, vai morrer sendo comido de bicho como foi Herodes. Para que seus asseclas não se aprofundem nas escrituras e descubram sua superficialidade, use o texto de 2ª Coríntios 3:6 e diga sistematicamente que a letra "mata", mas o Espírito vivifica. Se você é do tipo que não gosta de modernismos na indumentária nem na aparência dos seus súditos, sugiro que sublinhe em sua Bíblia textos como: Levítico 19:27, 1ª Pedro 3:3 e Eclesiastes 2:8. Esses são os melhores para você fazer uma lavagem cerebral e dizer que não pode cortar cabelo, usar jóias, passar maquiagen, jogar futebol, pois afinal, "tudo é vaidade"!

4º Promova campanhas de prosperidade diariamente. Se você quiser, existem até empreendedores evangélicos que vendem "KITS CAMPANHA" pronta entrega, com pontos de contato inclusos como: (cruzinha, rosinha, estacazinha, sabonetinho, perfuminho, etcétarazinha) é show! Na Segunda faça a corrente da empresa própria, terça da fazenda própria, quarta da casa própria, quinta do jatinho próprio, sexta do iate próprio, sábado da ferrari própria, e no domingo, pra torcer o braço de Deus sem dar chance à Ele de dizer não, oriente-os a fazer o sacrifício pessoal, dar o tudo deles (o leite da criança, a passagem do ônibus, até as calças se necessário) exigindo seus direitos. Ah! Sua igreja vai ficar lotada todos os dias de crente centrado em si mesmo, de consumistas selvagens em nome de gezuis!

5° Seja frenético, especialize-se em ato profético. Junte um pessoal e bata 4 estacas nas 4 extremidades de sua cidade e leve seu povo a bradar: "Essa cidade pertence ao Rei Jesus", 21 semanas sem falhar. Você vai motivá-los a orar pela cidade. Faça o cerco de Jericó em volta de sua Igreja e dê sete voltas com a turba clamando: "As muralhas vão cair", você notará a diferença no evangelismo, pois eles derrubarão as portas das casas se preciso for para falar de Jesus. Se sua região tem influências demoníacas, alugue (para aqueles que não pertencem ao ministério "MALACHEIA" e não podem comprar) um helicóptero ou um teço-teco, arregimente sete apóstolos vestidos de branco (se não tiver os dito cujos pode baixar o nível e usar até os diáconos da Igreja se preciso for), mas não se esqueça de levar um barril de azeite de Israel e orientá-los a lambrecar a cidade do alto gritando: "Sai Exu Boiadeiro em nome de gezuis". Vai ser sucesso absoluto, renderá até primeira página de Jornal, e você se tornará o herói deles!

6° Contrate judeus messiânicos para serem preletores em dias de festa. Eles carregam consigo um ar de espiritualidade diferenciada. Se você precisar eu conheço um que vem a caráter. O cabra é "bão" e tem a unção do "Pedala Robinho", derruba gente de montão. A tira-colo vem um outro com Shofar, e a hora que o menino sopra o instrumento, é um "xororô" danado. É sapato de fogo, aviãozinho, unção da lagartixa, o frenesi come solto, e o povo é estuprado psicologicamente pedindo: "Eu quero é mais!". Se pelo menos uma vez por ano você trazer um desses ao seu aprisco, o povo será "RÉ-NOVADO", e você ganha a confiança de todos com a credencial de "Pastor Espiritual".

7º Matricule-se em um curso de artes cênicas. Faça do altar um palco, do templo um circo, do povo uma platéia passiva. Aqui não existe nada fixo. Alterne os papéis. Se preferir pode fazer o gênero "Dramalhão", que está sempre na provação. Tens a opção também junto a ala feminina do "Brad Gospel", aquele que conquista só no olhar (é claro, se não fores o rascunho do mapa!). Existirão dias em que você poderá encarnar o velho e saudoso "BOZO", e fazer a galera se borrar de rir. Experimente também o "David Copperfield", invente e faça desaparecer tumores malígnos que nunca existiram. Está bem na moda também o "Dr. Hollywood", lipoaspiração pentecostal. Ou uma última sugestão: "O ghostbuster", faça campanhas do descarrego, corredores do sal, contrate alguns endemoninhados profissionais, e coloque os "bicho" de ponta cabeça pra igreja ver o quanto você é fera! Eles irão temê-lo e reverenciá-lo!


Depois de seguir essas 7 dicas, você está apto e credenciado a "Déspota Espiritual". Parabéns!


Dilúvio Tupiniquim



Imagine a confusão que causaria se Deus mandasse construir uma arca hoje em dia aqui no Brasil.
  • O Edir Macedo iria querer fazer uma maquete e cobrar a entrada.
  • O Silas Malafaia iria para a televisão pedir 1000 colaboradores dando R$ 1.000,00 por mês durante 120 anos para levar a Arca até os confins da terra a partir dos Estados Unidos
  • O RR Soares iria pregar uma série sobre "Como tomar posse da Arca".
  • A Bispa Sônia lançaria de imediato o Renascer Flood I (até o XXI).
  • O Terra Nova iria criar uma franquia da Unção Apostólica Diluviana.
  • A Ana Valadão iria chorar tanto no próximo vídeo que a terra começaria a ser inundada antes da hora.
  • O Ed René iria achar tudo isso muito mal-humorado e sem sentido.
  • O Ricardo Gondim iria dizer que não aceitava receber uma ordem, porque isso não era amor.
  • O Caio Fábio iria dizer que não participava disso, porque eram todos uns ...
E a chuva iria cair e afogar a muitos...

Vídeo mostra suspeito sendo preso após agredir e tentar roubar fuzil de policiais


Cinegrafista da TV Brasil, flagra o momento exato em que criminoso, tenta roubar o carro da polícia militar na avenida mais movimentada do Rio de Janeiro.

Veja o vídeo:

Grupos pró-vida Boicota a Pepsi, depois da parceria que ela fez com a Senomyz


Boicote a Pepsi. Essa é a mensagem de grupos pró-vida estão enviando, após a revelação de que a gigante de refrigerantes fez uma parceria com a Senomyx, empresa de biotecnologia que utiliza células de bebês abortados na pesquisa e no desenvolvimento de realçadores de sabor artificial.
Embora as células de bebês abortados não são produtos da Pepsi, é, no entanto, uma imagem que faz girar o estômago.
"Há muitas opções,  que a Pepsi,  poderia estar usando em vez de células de bebês abortados", argumenta Debi Vinnedge, presidente da Filhos de Deus para a Vida, o grupo lidera o boicote.
A Pepsi ainda está trabalhando com a empresa, insistindo que "a nossa colaboração com a Senomyx é estritamente limitada à criação de baixas calorias das bebidas, de ótimo sabor para os consumidores."
"Apesar de células de bebês abortados na verdade não estarem sendo usado no próprio produto, a relação de proximidade é o bastante para derrotar a maioria dos consumidores", diz Bradley Mattes, diretor executivo do Life Issues Institute. "Esta é a primeira vez que um produto alimentar tem sido publicamente associado com o aborto."
organizações pró-vida está pedindo ao público para boicotar todos os produtos da Pepsi e incentivar os consumidores a entrar em contato com a gerência da  Pepsi solicitando que romper todos os laços com a Senomyx.
Fonte: Charisma news